Nicholas Abdo lança álbum ‘Crianças e pesadelos’

Violonista e pianista apresenta repertório autoral e peças de Bach com a participação do baterista Diego Pereira

O instrumentista e compositor Nicholas Abdo lança Crianças e Pesadelos, seu quarto álbum em que apresenta repertório autoral, como pianista e violonista, sempre acompanhado pelo baterista Diego Pereira. Além de suas obras, o músico inclui peças de J. S. Bach, também com bateria. Com músicas compostas em diferentes épocas de sua vida, o disco é dedicado à Valentina, filha de Nicholas e que participa como modelo na capa desse trabalho.

Nicholas afirma que compõe sempre para o instrumento solo, seja o piano ou o violão, não sendo a bateria a dar o tempo na estrutura da música. “Estudo sozinho, com as variações de tempo que a música pede, e Diego me acompanha, observando todas as minhas nuances e colocando a bateria por cima disso.” O repertório inclui as composições de Nicholas no violão como Valsa da Guilhotina, A Loba, Luciana, Casamento no Cerrado e Pistis. No piano, as autorais She’s Wrong Kind do Crazy, Fantasia, O Pianista, Argentino Inzoneiro, The Killer Stuffed Dinosaur in Love e Crianças e Pesadelos. Em todas, Nicholas conta com a companhia do baterista Diego Pereira. Também no álbum estão três composições do J. S. Bach, original para cravo e alaude, mas que aqui, tem arranjo para violão de 7 cordas: Prelude BWV 998, Fugue BWV 998 e Allegro BWV 998, novamente com Diego na bateria.

Nicholas Abdo estudou piano desde os 8 anos e aos 16, passou também a estudar violão e guitarra. Se formou em violão erudito e teve como professor, com Henrique Pinto, depois com Paulo Martelli e depois conclui uma Pós- graduação em composição com Celso Mojola. Em 2014, lançou seu primeiro álbum, Falhas da Percepção, com 13 temas autorais e uma releitura de Noturno Opus 9 No. 2, de Frederic Chopin. Esse disco conta com a parceria do baterista Franklin Paolillo. O segundo álbum foi Pensée (2018), cuja obra que dá nome ao disco é uma suíte de quatro movimentos, e reflete o ponto de vista da figura masculina durante uma história de amor. O álbum ainda traz a interpretação do Op. 117 de Brahms e novos arranjos para obras de Bach, Beethoven e Koshkin. Em 2021, lançou o EP J.S. Bach BWV 998, com três movimentos, Prelúdio, Fuga e Alegro, do compositor alemão, em uma versão contemporânea, com a bateria de Diego Pereira.

Diego Pereira já tocou com Thiago Espirito Santo, Nene, Arthur Maia, Daniel D’Alcantara, Vitor Alcantara, Sizão Machado, Ashlin Parker (EUA) Ricardo Marques (POR) e atualmente lidera seu grupo em diversas formações. Gravou em 2016 o CD ‘Bolo de Fubá’ com o Trio Choro Moderno. Em 2015, foi vencedor da bolsa de estudos da Latin Grammy Foundation, representando a Faculdade Souza Lima e o Brasil. Em 2016, foi escolhido para ser baterista titular da montagem brasileira do musical ‘Wicked’, espetáculo de maior blockbuster da Broadway. Em seguida foi baterista titular do musical ‘Bibi – Uma Vida em Musical’, ‘Aparecida, um Musical’, ‘Isso que é Amor’ e substituto dos musicais ‘Carrossel’, ‘Hoje é dia de Maria’, ‘Ayrton Senna’ e ‘Peter Pan’.

FICHA TÉCNICA

Arranjos – Nicholas Abdo

Piano e violão – Nicholas Abdo

Bateria – Diego Pereira

Produção musical – Henrique Caldas

Gravação, mixagem e masterização – Adonias Júnior (Estúdio Arsis)

Design gráfico – Edson Vargas

Desenho de instrumentos – Gloria Abdo

Pintura na pele – Louise Helèna

Fotografia – Cleber Correia

Modelo da capa – Valentina Abdo

Para conhecer, acesse: https://www.youtube.com/playlist?list=PLVCgvTn2xInCu-F-Pq8THBG05zEQeSIWM

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador