Villa Lobos, o brasileiro do século 20

Confira entrevista de Luis Nassif com Paulo de Tarso Salles, violonista e tradutor de sua biografia, e com o violonista João Camarero

Foto: Villa-Lobos entre crianças e jovens / Gazeta do Povo - via UFRGS

Jornal GGN – Heitor Villa-Lobos, o músico que revolucionou o violão, o piano, a composição e a orquestração mundial.

Confira entrevista de Luis Nassif com Paulo de Tarso Salles, violonista e tradutor de sua biografia, e com o violonista João Camarero, na Domingueira GGN deste domingo (14/11).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Villa Lobos, o epilogo de uma Nação que era cabeça antes de metamorfosear-se em rabo. Os últimos resquícios da Vanguarda da Humanidade representada pela 1.a República ou República Paulista até 1930. Contemporâneo de Machado, de Pagu, de Carlos Gomes, de Mario de Andrade, de Tarsila, de Lima Barreto,…Mas depois disto temos muito o que vangloriar da Nossa “evolução”, principalmente cultural. Criação do MEC (1930), Menina Europeía com fruteira na cabeça, o Papagaio malandro, Gil e Fernanda Montenegro na Academia de Letras, sem Letras alguma, até chegarmos em Pablo Vittar. Só faltaram as Novelas da Globo?!! Que evolução cultural que o Estado Esquerdopata Fascista conseguiu nestes 91 anos. Nosso melhor período , segundo Intelectualóides de Instituições Públicas. Imagina se não fosse? Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome