Alcolumbre a Bolsonaro: rompantes autoritários terão baixa tolerância

Recado do presidente do Senado foi dado após repercussão de vídeo de Alvim; posicionamento semelhante já foi adotado anteriormente

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP - à esq,) e o presidente Jair Bolsonaro

Jornal GGN – A repercussão do vídeo veiculado pelo ex-secretário da Cultura, Roberto Alvim – que usou claras referências à propaganda de Joseph Goebbels – levou o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) a dar um recado bem claro ao presidente Jair Bolsonaro.

Ao conversar com o presidente sobre o caso em questão, Davi – primeiro judeu a ocupar cargo de presidência no Congresso Nacional – afirmou ao presidente que nem tudo o que se quer, ou que se pensa, pode ser dito a qualquer momento. Tal frase pode ser interpretada como um sinal de baixa tolerância a rompantes autoritários por parte do governo, segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo.

Atitude semelhante foi adotada anteriormente: em novembro, tanto Alcolumbre como o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se posicionaram contra as declarações em defesa do AI-5 por parte do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do filho do presidente, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Tem um plano aí, talquei?, por Ricardo Cappelli

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome