André Brandão, do HSBC, deve assumir presidência do Banco do Brasil

Nome de Brandão foi comunicado informalmente a dirigentes do banco pelo Palácio do Planalto e passará por processo interno para ser oficializado

Andre Brandão. | Foto: Agência Senado

Jornal GGN – O ex-presidente do HSBC no Brasil, André Brandão, é o novo escolhido do ministro da Economia de Bolsonaro, Paulo Guedes, para presidir o Banco do Brasil. 

A decisão foi tomada após uma semana de espera, desde que Rubem Novaes anunciou sua saída da instituição em 24 de julho.

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, o nome de Brandão foi comunicado informalmente a dirigentes do banco pelo Palácio do Planalto. 

No entanto, a nomeação oficial de Novaes deve demorar cerca de uma semana já que cabe a Jair Bolsonaro (sem partido) oficializar a escolha.

O processo legal exige que o Palácio do Planalto comunique oficialmente ao BB a escolha do nome. Na sequência o banco submete o escolhido do governo ao comitê de exigibilidade.

Caso seja aprovado, o nome volta ao Planalto, que publica a escolha no Diário Oficial da União (DOU).

Atualmente, Novaes atual head de Global Banking e Markets para as Américas do HSBC. Para assumir o cargo no BB, ele precisa se desligar da instituição. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Memória: mutuários, o primeiro movimento civil contra a ditadura

2 comentários

  1. “No vaes” ficar vermelho com a picaretagem na venda da carteira de R$ 2,9 bilhões por 300 e poucos milhões para o banco do picareta Guedes!…e o PT que rouba e aparelhava as instituições…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome