As razões da confusão na fila de recebimento do auxílio emergencial

Como a Medida Provisória proibiu a cobrança de tarifas ou o uso do dinheiro para pagamento de dívidas, os bancos se desinteressaram, tanto os privados, quanto os públicos, como o Banco do Brasil e bancos regionais.

Foram duas as razões para as filas enormes nas agências da Caixa Econômica Federal (CEF).

A primeira, a ausência dos demais bancos na distribuição. A ideia central era a de que cada beneficiário retirasse o dinheiro no banco onde tivesse conta. Mas como a Medida Provisória proibiu a cobrança de tarifas ou o uso do dinheiro para pagamento de dívidas, os bancos se desinteressaram, tanto os privados, quanto os públicos, como o Banco do Brasil e bancos regionais.

O segundo problema foi o carência de numerário, isto é de notas impressas,

Tanto que CEF deposita o dinheiro em conta poupança e liberou o token em celulares para pagamento de contas. Mas dinheiro vivo, mesmo, só a partir de junho.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Clipping do dia

2 comentários

  1. Com certeza…
    se tivessem permitido o que foi colocado, certamente teríamos até adiantamentos a juros até a entrada do auxílio na conta, como fazem com a restituição do imposto de renda

  2. Bolsonaro é uma desgraça. Mas ele é o Mister Hyde da história. O problema do país é o Doutor Jekill, no caso os donos de bancos. Para não perderem uma grama da obesidade mórbida que acumularem pesadamente desde 94, Setubal, Salles, Amador Aguiar e gangue apoiam qualquer um que garanta que não perderão nada. E o pior é que quando esse peste bubônica chamada bolsonaro passar, se ainda houver Brasil, todos os atores políticos que tem chance de chegar ao poder terão que beijar a mãos desses fdps se quiserem governar ( Lula fez isso na Carta aos Brasileiros). A humilhação que submetem os mais pobres pra pegarem 600 reais nas filas de banco só perde pros aviões feitos de cédulas de papel que o fdp do Silvio Santos arremessa pra plateia. E o bolo da cereja desse história é ver gente da esquerda que se acham os ungidos gritatando que todos os 57 milhões de eleitores do Bolsonaro são imbecis, assassinos, mas não têm coragem de dizer isso pra diarista que trabalha na casa deles e votou no Bolsonaro, e ao mesmo tempo não deixam de participar de coisas patrocinadas por esses bancos e suas fundações.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome