Associação indígena vai processar Bolsonaro por crime de racismo

Coordenadora-executiva da APIB, Sonia Guajajara, externou a indignação da comunidade indígena, após comentário de Bolsonaro

Foto: Tiago Miotto/Cimi

Jornal GGN – “Cada vez mais o índio é um ser humano igual a nós”, esse é mais um comentário hostil de Jair Bolsonaro (sem partido) que circula nas redes sociais. Exigindo respeito, a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) informou que vai processar o mandatário por crime de racismo. 

Pelo Twitter, na quinta-feira, 23 de janeiro, a coordenadora-executiva da associação, Sonia Guajajara, exclamou a indignação da comunidade indígena. “Nós, povos indígenas, originários desta terra, exigimos respeito! Bolsonaro mais uma vez rasga a Constituição ao negar nossa existência enquanto seres humanos. É preciso dar um basta a esse perverso!”.

Na publicação, Guajajara também afirmou que a APIB entrará na Justiça contra Bolsonaro por crime de racismo. 

A situação é ocasionada por vídeo exibido nas redes sociais também na quinta-feira. Durante live sobre “principais assuntos da semana” ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, Bolsonaro disse que o governo quer integrar os indígenas à sociedade.

“O índio mudou, está evoluindo, cada vez mais o índio é um ser humano igual a nós. Então fazer com que o índio cada vez mais se integre à sociedade e seja realmente dono da sua terra indígena, é isso que nós queremos”, disse. 

Desde o início do governo, o posicionamento de Bolsonaro tem colocado direitos indígenas em cheque. O líder do executivo defende a exploração agropecuária e de mineração em reservas indígenas, como forma de incentivo ao desenvolvimento econômico da Amazônia.

Durante a live, Bolsonaro anunciou o vice-presidente, Hamilton Mourão, como chefe do Conselho da Amazônia, que irá coordenar ações nos ministérios para proteção, defesa e desenvolvimento sustentável da Amazônia.

“Mourão vai ser o nosso grande coordenador, à frente desse Conselho da Amazônia. Vai tratar da proteção, da defesa, da prevenção, do desenvolvimento sustentável, logicamente vai ter a sua participação no tocante das terras indígenas”, afirmou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Quilombolas acionam Bolsonaro no STF para garantir atendimento emergencial em pandemia

2 comentários

  1. O que há de errado em afirmar que o índio é um ser humano como nós? Então o índio NÃO é um ser humano como nós?

    Um ser humano como nós, o índio sempre foi. O que precisa é se libertar daquela criatura fabricada pelos ecologistas: o índio ecologicamente correto. Isso nunca existiu. A preservação da natureza nunca fez parte da cultura original do índio. O que querem dizer é que o índio tem que viver como seus ancestrais, caçando e pescando, e deixar o resto do planeta e seus recursos para usufruto dos países desenvolvidos. Simples assim.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome