Bancoop recorre para que apenas OAS devolva a Lula dinheiro de imóvel no Guarujá

Defesa de Lula obteve vitória na Justiça de São Paulo, que determinou a restituição de valores a Lula, pela OAS e Bancoop, ao reconhecer que Marisa pagou por uma cota, mas nunca recebeu um imóvel no Guarujá

Foto: Divulgação

Jornal GGN – A defesa da Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários) pretende recorrer na Justiça de São Paulo para que apenas a OAS seja obrigada a devolver parte dos valores pagos pela ex-primeira-dama Marisa Letícia por um apartamento no mesmo condomínio onde foi construído e reformado o triplex, no Guarujá, que a Lava Jato atribui a Lula.

Na semana passada, a defesa de Lula obteve uma vitória na Justiça de São Paulo, que determinou a restituição de valores, pela OAS e Bancoop, ao reconhecer que Marisa pagou por uma cota no empreendimento, mas nunca recebeu um imóvel em troca.

Na visão da defesa de Lula, a decisão do TJ-SP é mais uma prova do caráter esquizofrênico da sentença do caso triplex imposta ao ex-presidente.

OAS e Bancoop foram condenadas a devolver cerca de 2/3 dos valores, corrigidos pela inflação. Na sentença, o juiz Adilson Aparecido Rodrigues Cruz, da 34ª Vara Cível do TJ paulista, não deixa claro qual seria o montante final, mas Lula havia indicado o interesse de obter de volta cerca de R$ 300 mil.

Leia mais: Justiça condena OAS a devolver valores pagos por Marisa por apartamento no Guarujá

De acordo com UOL, as advogadas Mariana Lopes da Cruz e Gabriella Fregni, da Bancoop, afirmam que o condomínio foi repassado à OAS para que terminasse as obras ainda em 2009. “Portanto, claramente, a Bancoop não possui legitimidade para responder pela restituição de qualquer valor, razão pela qual irá recorrer para que a responsabilidade exclusiva da OAS por toda e qualquer restituição relativa ao empreendimento em questão seja reconhecida judicialmente.”

Em comunicado, a OAS informou que “avaliará os próximos passos dessa decisão e trabalhará nos termos da lei”.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome