Bolsonaro defende armamento da população para fins políticos: “evitar golpes”

"Além das Forças Armadas, defendo o armamento individual para o nosso povo, para que tentações não passem na cabeça de governantes para assumir o poder de forma absoluta", disparou

Jornal GGN – O GGN já havia antecipado as pretensões de Jair Bolsonaro em armar a população e de legalizar milícias com seus decretos. A tese se confirmou na noite de sábado (15), com o presidente anunciando, durante evento do Exército em Santa Maria (RS), que a população precisa ser armada para “evitar golpes de Estado”.

Leia mais: Xadrez dos preparativos para a luta final, por Luis Nassif

“Nossa vida tem valor, mas tem algo com muito mais valoroso do que a nossa vida, que é a nossa liberdade. Além das Forças Armadas, defendo o armamento individual para o nosso povo, para que tentações não passem na cabeça de governantes para assumir o poder de forma absoluta”, disparou.

Segundo Bolsonaro, “temos exemplo na América Latina. Não queremos repeti-los. Confiando no povo, confiando nas Forças Armadas, esse mal cada vez mais se afasta de nós”, acrescentou.

O presidente participou no sábado da Festa Nacional da Artilharia (Fenart), no 3º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado, que celebra o aniversário do marechal Emílio Luiz Mallet, seu patrono.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora