Bolsonaro usa sonda nasogástrica e tem alimentação via oral suspensa

Segundo boletim médico, medida foi tomada após distensão abdominal causada por gases no paciente. Agora, alimentação será feita por via endovenosa

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jornal GGN – Jair Bolsonaro (PSL) teve a dieta oral suspensa e foi submetido a passagem de sonda nasogástrica, após uma distensão abdominal. As informações são do boletim médico do hospital Vila Nova Star divulgado nesta quarta-feira, 11 de setembro. 

O mandatário está internado no centro médico desde domingo, 8, quando passou por cirurgia para correção de uma hérnia. Na segunda-feira, 9, os médicos introduziram uma dieta líquida para Bolsonaro. Mas, um exame mostrou que o paciente estava com o nível de gases elevado no estômago e no intestino. 

De acordo com o boletim, Bolsonaro “evoluiu há 12 horas com lentificação dos movimentos intestinais e distensão abdominal, sendo submetido a passagem de sonda nasogástrica e introdução de nutrição parenteral (endovenosa)”.

A sonda nasogástrica é introduzida pelo nariz e chega ao aparelho digestivo com o objetivo de retirar o excesso de ar no estômago e no intestino grosso.  Já a alimentação endovenosa acontece pela veia.

O médico Antônio Luiz Macedo, que assina o boletim, esclareceu que os procedimentos adotados não significa piora, uma vez que Bolsonaro já apresentou os mesmos sinais em operações passadas. Ainda, a equipe médica ressalta a necessidade da sonda para retirada de ar, já que os gases são uma das causas da quase paralisia do intestino de Bolsonaro.

 

O GGN prepara uma série de vídeos explicando a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar esse projeto? Acesse www.catarse.me/LavaJatoLadoB e saiba mais.

6 comentários

  1. Nassif: será que voltamos ao teatrinho eleitoral? Só falta aparecer alguém com uma faca comprada no supermercado, com um pano gaze e molho de ketchup para a grande mídia encenar o segundo ato piedoso, a via crucis, abençoada pelo ProfetaMaldito, com supervisão dos adeptos de Salomão.

  2. 2 horas a mais de cirurgia, uma semana (ou mais) de internação, alimentação nasal … Tudo fake!
    Bolço passa bem, esse polvo kumunista fica denegrindo u prizidenti.
    Inda teim essi negócio chato de ONU! Tem que parar issai tauquei?
    O capitã pegou alguns dias de pholga depois de trabalhar muito!
    Micto!

  3. Bem que o sábio Jânio de Freitas apontou a deixa de que o presidente não deve ir à ONU.
    Mas falando de um tempo com manipulações dos atos e fatos e com esta história da suposta facada sempre mal explicada, há um vídeo que mostra o Bolsonaro, na igreja do Malafaia a receber oração no lugar da cirurgia e o impressionante é que isto ocorreu dois meses antes. Olha o vídeo

    https://twitter.com/i/status/1170147128661950464

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome