Brasil chega a 180 mil mortos por Covid. Mandetta diz que avisou Bolsonaro

País tem 180.411 vítimas fatais e mais de 6 milhões de casos confirmados. Enquanto isso, Bolsonaro vê "finalzinho" de pandemia

Jornal GGN – O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, reafirmou em entrevista a Pedro Bial que Jair Bolsonaro foi avisado de que o Braisl chegaria a 180 mil mortes por Covid-19 em 2020 caso o governo federal não tomasse as medidas necessárias.

Mandetta disse que, em vez de ouvir o chamado à realidade, Bolsonaro entrou em estado de negação e mandou demitir o mensageiro. “Eu simbolizava a notícia e ele ficou com raiva do ‘carteiro’, ficou com raiva do Ministério da Saúde”, afirmou.

Nesta semana, em reunião com militares e depois à imprensa, Bolsonaro insistiu que o Brasil vive um final de pandemia e que se saiu muito bem durante a primeira onda. Os cientistas afirmam, por outro lado, que o País já tem um repique com aumento significativo de casos, e só não é chamado de segunda onda porque o Brasil não conseguiu superar a primeira.

“Eu tentava puxar ele logo para a fase proativa. Eu nunca falei em público que eu trabalhava com 180 mil óbitos se nós não interviéssemos, mas para ele eu mostrei, entreguei por escrito, para que ele pudesse saber a responsabilidade dos caminhos que ele fosse optar. Foi realmente uma reação bem negacionista e bem raivosa”, disse Mandetta.

O ex-ministro da Saúde já havia revelado a responsabilidade de Bolsonaro nas 180 mil mortes quando lançou um livro sobre os bastidores de sua passagem pela Pasta, no início da crise sanitária que marcou 2020.

O Brasil chegou a mais de 180 mil mortes na sexta (11), quando somou 646 novos óbitos elevando o total de vítimas fatais da doença no país a 180.411.

Foram notificados 53.030 novos casos de coronavírus no Brasil, totalizando 6.834.829 casos.

O Estado de São Paulo, mais afetado no país, tem 1.325.162 de casos e 43.802 mortes.

https://jornalggn.com.br/politica/bolsonaro-sabia-que-180-mil-poderiam-morrer-de-covid-diz-mandetta/

 

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+almeida

- 2020-12-12 12:52:34

Com a queda da máscara de Moro e da Lava Jato, uma nova chama reacende a disputa antecipada para 2022. Diversos lobos procuram se vestir de pele que não são suas e muito menos de suas naturezas. Coitados, ainda estão com a criatividade presa ao passado e presa também a velha tática de enganar o povo com palavras traiçoeiras que não convence mais. A próxima eleição, em 2022, tem tudo para favorecer como nunca, nós últimos tempos, aos poucos candidatos realmente éticos e quem sempre mostraram compromissos verdadeiros e sinceros, para com a população brasileira.

Vladimir

- 2020-12-12 10:14:19

Esses delinquentes todos,responsáveis pelo golpe contra a presidenta Dilma e pela eleição fraudulenta do sujeito que ocupa a presidência da república estão tentando tirar o corpo fora. Não venha posar de santo agora depois de tudo que fez. Saiu enxotado e não disse nada e agora diz que avisou? Quem avisou fomos nós. Vocês optaram pelo golpe e por esse sujeito e tem que aguentar as consequências.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador