Brasil deve superar recessão em 2022, mostra levantamento

Seguindo a projeção de maior crescimento possível, de 3% de aumento do PIB ao ano, a recuperação se daria no final de 2021

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Se o Brasil crescer de acordo com as projeções do Boletim Focus (2,17% do PIB em 2020, e 2,50% em 2021), a recuperação econômica será atingida em maio de 2022. É o que mostra um levantamento feito pela agência de classificação de risco Austin Rating, a pedido do site Poder360.

Segundo o portal, no cenário de maior crescimento possível, 3% ao ano, o PIB seria elevado a ponto de superar a recessão (voltar ao nível de dezembro de 2013) em novembro de 2021. Nos cenários medianos, de 2% a 2,5% de crescimento ao ano, a recessão seria superada em maio de 2022.

O PIB per capita, que tem variado 0,37% na última década, também acompanharia o ritmo de crescimento, se recuperando da crise a partir de 2022.

Para a Austin Rating, a lenta retomada da economia é resultado não só da recessão e de eventos como a greve dos caminhoneiros em 2018, mas da perda de capacidade de investimento do governo e da falta de confiança de investidores.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Negociação da Zona Azul com BTG começou em agosto de 2018

7 comentários

  1. Somente um idiota espera um crescimento de 3% em um país aonde o “presidente” está fazendo todo o possível para acabar com o poder de compra da população, ou seja, do mercado interno. E duplamente idiota se está esperando compensar isso vendendo para fora do país com uma recessão global à caminho.

  2. A piada começa assim: ” se o Brasil crescer de acordo com as projeções do Boletim Focus”.
    E Mãe Diná, diz o que?
    Investimento em 15,8% do PIB, gastos do governo caindo pelas tabelas, renda das famílias num Ó, saldo de comércio exterior fazendo água… irão tirar esse crescimento de onde e como? do fio-o-fó com pauzinho?
    Perdão, mas não dá!

  3. Assim promete a minha cartomante bolsonarista de internet, entre as maricis astrólogas esperançosas.
    Que o deus acima de todos não pise nas nossas cabeças.

  4. Isto se houver crescimento 2% @ 2,5%, que só acontecerá se os empresários, o grande câncer do Brasil, quiserem investir neste cenário de guerra

  5. A burguesia e seus lambe-botas, isto é, a burguesia, a imprensa, seus analistas e a classe mérdia estão sacrificando a população brasileira para manter os privilégios da burguesia mundial. O mandato da dupla Bolsonaro/Mourão está previsto para acabar em 31 de dezembro de 2022. Até lá, a burguesia internacional, em conluio com a nossa lumpen-burguesia vai arrochar salários, vai retirar direitos sociais da classe trabalhadora, vai aumentar a jornada de trabalho e piorar as condições de trabalho. Ao fim do mandato da dupla de gojobas, a burguesia mundial folga um pouquinho a corda no pescoço da classe operária. Esta vai aliviar a respiração. Como brasileiro tem memória curta, os Gojobas ou alguém do mesmo naipe deles serão (re)-eleitos e a retirada de direitos da população será retomada com mais intensidade ainda.

    Algum desses Otários previu, por exemplo, a crise desencadeada em 2008? Qual desses Imbecis não previu a quebra do Brasil com a eleição do Lula em 2002?

    Ora, as previsões desses crápulas e merda são a mesma coisa.

    Era uma vez um país chamado Brasil.

  6. Boeotorum Brasiliensis, parabéns por realçar a condição da recuperação do Brasil em 2022, quando o povo esquecerá os três anos de miséria e reelegerá o Bolsa de Bosta para um mandato de mais 4 anos, para acabar de afundar o Brasil.

    Se eu acertar os números da mega-sena, eu serei premiado.

    Por falar em economia, o Paulo Ypiranga disse:

    “Sejam responsáveis, pratiquem a democracia. Ou democracia é só quando o seu lado ganha? Quando o outro lado ganha, com dez meses você já chama todo mundo para quebrar a rua? Que responsabilidade é essa? Não se assustem então se alguém pedir o AI-5. Já não aconteceu uma vez? Ou foi diferente? Levando o povo para a rua para quebrar tudo. Isso é estúpido, é burro, não está à altura da nossa tradição democrática”.

    Será que esse Idiota já ouviu falar no movimento “Vem Prá Rua”?

    Hipócrita de carteirinha.

  7. O dinamismo da economia brasileira poderá ser despertado novamente após longo período de gestão monetária e cambial contrária aos interesses do país? Qual é a verdade sobre a alta do dólar? Guerra comercial? Ameaça de recessão global? Defict na balança de pagamentos? O Brasil tende para o normal. Se não produz dólar, como mante-lo barato? Durante décadas foi atraído o dólar oportunista que vinha pelos juros mais altos do mundo, pelas jogadas especulativas na Bolsa e no câmbio. O resultado foi a elevação da dívida e a estagnação da indústria.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome