Condenar Lula com delações “contraditórias” é “injusto”, diz Marcelo Odebrecht

Marcelo Odebrecht disse a juiz de Brasília que nunca participou de nenhuma "tratativa ilícita" na presença de Lula

Jornal GGN – Marcelo Odebrecht disse diante do juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal de Curitiba, nesta sexta (4), que condenar Lula com base nas delações “contraditórias” de Emílio Odebrecht e Antonio Palocci seria uma “injusto”.

“É tremendamente injusto fazer uma condenação de Lula sem que se esclareça as contradições dos depoimentos de meu pai e Palocci”, disse Marcelo, segundo relatos do portal Metrópole.

Ainda de acordo com o site, Odebrecht afirmou ao juiz que nunca participou de uma “tratativa ilícita” ao lado do ex-presidente, ao contrário do que afirmam outros delatores, principalmente Palocci.

Nesta ação penal, Lula é réu por supostamente beneficiar a Odebrecht com aumento nas linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a realização de obras em Angola. Em troca, campanhas do PT supostamente receberam doações que somam R$ 64 milhões.

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora