Congresso abre mão de controle de parte do Orçamento

Por conta da pandemia do coronavírus, Legislativo abre mão do comando que teria sobre R$ 25,3 bilhões em emendas parlamentares

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Após uma série de embates pela disputa do controle do Orçamento, o Congresso Nacional abriu mão do comando de R$ 25,3 bilhões em emendas parlamentares.

Após o início da pandemia, houve uma negociação do Palácio do Planalto com a cúpula da Câmara e do Senado pela retirada de uma proposta onde os congressistas poderiam determinar que obras e projetos receberiam tais recursos, com execução obrigatória.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, a proposta faria com que parte do orçamento dependesse de autorização dos parlamentares para ser liberado. A verba só poderia ser empregada depois que senadores e deputados indicassem quais cidades seriam favorecidas – o que também significaria melhora na imagem em ano eleitoral.

Diante da derrubada de tal prerrogativa, o direcionamento de tal verba será de responsabilidade do ministro de cada área. E tal desdobramento foi viabilizado com apoio dos líderes do centrão – que passaram a ocupar cargos dentro do governo Bolsonaro.

 

Leia Também
Orçamento de guerra é aprovado em 1º turno no Senado
Delação que atinge Moro reforça “fábrica de dinheiro e malfeitos” da Lava Jato
GGN prepara dossiê sobre trajetória de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome