Corrente majoritária do PT defende Haddad na presidência do partido

Segundo O Globo, ideia tem resistência de Lula, que prefere que Gleisi Hoffmann seja reconduzida ao cargo em novembro

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A corrente CNB (Construindo um Novo Brasil), majoritária dentro do PT, começou a defender aberta, embora timidamente, que Fernando Haddad seja o novo presidente do partido, em substituição a Gleisi Hoffmann, preferida de Lula para o cargo.

Uma das primeiras manifestações abertas foi um artigo do presidente do PT do Rio, Washington Quaquá, argumentando que Haddad tem mais condições de dialogar com o povo em vez de Gleisi, que é mais voltada para a esquerda e militância petista.

“Então a boa notícia que o PT pode dar ao povo brasileiro a partir de novembro, quando termina a sua fase de congressos, é o chamamento ao professor Haddad para assumir o comando do partido e a partir dele, chamar o país a união em torno de objetivos democráticos, de Justiça e felicidade para o povo”, escreveu.

Em entrevista à GloboNews, Haddad disse que nunca foi “da engrenagem do partido. Nunca participei de disputa interna, sempre fui uma pessoa de carreira acadêmica que estava disponível para um projeto político no qual acreditava — respondeu, ao ser indagado sobre o seu papel dentro da legenda.”

De acordo com o jornal, a alternativa “para não confrontar Lula” é “reeleger Gleisi para um mandato encurtado de dois anos.”

A senadora só recuaria da reeleição caso Haddad aceite entrar na disputa.

12 comentários

  1. Haddad no comando do PT é uma guinada ao centro … “meia direita”.
    Dias difíceis, onde o PT nem inflói, nem contribói, nem o PT se ajuda!!!
    Viva o Inst Insper!

    já ja, sai os Chicagos Boy’s e entra os Insper’s Boy’s.

  2. Haddad no comando do PT é uma guinada ao centro … “meia direita”.
    Dias difíceis, onde o PT nem inflói, nem contribói, nem o PT se ajuda!!!
    já ja, sai os Chicagos Boy’s e entra os Insper’s Boy’s.

  3. Coisa importantíssima. Brigar por esse cargo é como carecas se estapearem por causa de um pente ( plágio de Borges falando sobre a guerra das Malvinas: Dois carecas lutando por um pente )

  4. O PT perde para ele mesmo.
    Haddad não tem que ter a responsabilidade de governar o partido.
    Haddad já era para está percorrendo o país e organizando o partido na base, onde o PT perdeu eleitor para Igrejas Evangélicas.
    O Haddad deveria continuar com as caravanas do Lula para reorganizar o partido na maior quantidade de município possível, já se preparando para as eleições municipais do ano que vem.
    Deixa a Gleise ou outra pessoa na direção do partido.
    Outra coisa, o Haddad tem que parar com a mania de dizer em entrevista que o PT que que rever seus erros.
    Parece adversário do partido. Não se vê tucano pedimos para o PSDB fazer mea culpa

  5. O Haddad não tem a menor condição de presidir o PT. Ele tem nojo de dirigentes e militantes petistas. Ele gosta mesmo é de dar aula no Insper e organizar encontros supra partidários com o PSDB e figuras como Cristovam Buarque e Marina Silva.
    O PT está muito bem encaminhado com a Gleisi Hoffman e, caso queira escolher outro presidente há pessoas muito mais comprometidas com o partido como o Breno Altman ou Walter Pomar, além de outros quadros como Lindbergh Farias.

  6. Uma vez Aloprados…. É lógico que Lula quer Gleisi. Já se esqueceram das entrevistas de Haddad e grande parte da turma do PT de SP? Por Eles, teriam deixado Lula largado em Curitiba e jogado às chaves fora. Mesmo na Campanha Presidencial já discursavam para que o Partido esquecesse o passado e virasse a página. Gleisi foi a Gladiadora, a frente de batalha do Partido. Mas tudo isto mostra o quanto o próprio Partido de Lula está quebrado e dividido. Não se convergem nem para direcionar o Partido, mas querem direcionar um País?

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome