Cultura e arte latina no 15º Festival América do Sul Pantanal

Entre 14 e 17 de novembro, estão programadas cerca de 130 atrações artísticas e sociais nas cidades de Corumbá e Ladário, no Mato Grosso do Sul

FASP 2019

Jornal GGN – A arte em suas diversas manifestações chega no Mato Grosso do Sul, com o 15º Festival América do Sul Pantanal, o FASP. A edição entre 14 e 17 de novembro, abraça a temática “Corumbá, o Coração da América!” e fará homenagem ao Rio Paraguai com artistas da América Latina. A programação é gratuita e acontece em praças ou espaços públicos das cidades de Corumbá e Ladário.

Entre os três dias, estão programadas cerca de 130 atrações artísticas e sociais. Com artistas do Brasil, Peru, Argentina, Venezuela, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Chile e Uruguai.

A programação será aberta pela Orquestra de Instrumentos Reciclados de Cateura, criada no subúrbio do Paraguai. Como o próprio nome explica, os artistas se apresentam com instrumentos musicais feitos a partir de materiais reciclados do lixo.

No cinema, o circuito irá apresentar produções Sul-Americanas como o drama uruguaio e argentino “Uma Noite de 12 anos”, de Alvaro Brechner; o paraguaio “As Herdeiras”, com direção de Marcelo Martiness; e o documentário chileno “O verde está do outro lado”, de Daniel A. Rubio.

O teatro será representado pelo grupo Voyeur Teatro, de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, com o espetáculo “Sierra Quiabó”, que aborda temas como poder, tirania e liberdade, por meio de máscaras e pirofagia. Também haverá apresentação do espetáculo “H2oBoom”, de Mauro Cosenza, do Uruguai; e da peça “Lub Dub”, criada para o Balé Teatro Castro Alves, de Salvador, na Bahia, que faz referência ao som percussivo das batidas do coração.

Leia também:  A cultura como alvo, por Marcello Rollemberg

Entre as atrações de dança estará o grupo peruano Jiza, que homenageia a cultura negra. A música, está garantida com Diogo Nogueira, Paralamas do Sucesso, Lucy Alves, entre outros artistas nacionais. Já as atrações musicais regionais, o destaque está no choro produzido no Estado com o espetáculos dos grupos Coletivo Vibrações e o Quarteto Samba Choro.

Na literatura, o evento “Quebra Torto com Letras” reunirá escritores como o uruguaio Fabian Severo, estudantes e o público em uma atividade de gastronomia regional. Nas mesas e debates, serão abordados temas como “Identidade e Pertencimento da América Latina”, a situação da população negra no continente, arte, cultura e educação entre os povos da América do Sul.

O FASP ainda receberá diversos expositores de artesanatos, com peças manuais próprias da cultura de seus países latinos.

Programação completa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome