Drauzio Varella: “Para quem acha que errei, desculpa, mas é meu jeito”

Ele reafirmou que entrou na cadeia em que entrevistou Suzy "não como juiz, mas sim como médico"

Jornal GGN – O médico Drauzio Varella divulgou na noite de terça (10) um vídeo no YouTube pedindo desculpas aos telespectadores que se “frustraram” com a reportagem do Fantástico sobre a situação de mulheres trans nos cárceres brasileiros.

No vídeo, Drauzio também se dirige à família do menino de 9 anos que foi estuprado e assassinado pela trans Suzy, a personagem que mais havia causado comoção nas redes sociais, por ter recebido um abraço do médico durante a entrevista.

“Posso imaginar a dor e peço desculpas à família do menino que foi involuntariamente envolvida no caso”, comentou Drauzio.

Ele reafirmou, contudo, que entrou na cadeia “não como juiz, mas sim como médico. Ser médico orienta meu olhar em todas as situações.”

“As estatísticas oficiais mostram que a maioria das trans estão presas por roubo e furto. A maneira como Suzy foi apresentada deu a entender que ela fazia parte desse grupo. Entendo a frustração comigo”, frisou.

“Para quem acha que eu errei, desculpa, mas esse é meu jeito. Eu lamento mas assumo totalmente a responsabilidade negativa.”

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora