“É hora de armistício patriótico”, diz novo ministro das Comunicações

"É hora de pacificar o país", afirmou Fábio Faria, genro de Silvio Santos, em cerimônia na presença de Bolsonaro e Dias Toffoli

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Em cerimônia de posse no novo Ministério das Comunicações, o deputado Fábio Faria, genro de Silvio Santos, defendeu um “armistício patriótico” e “pacificação” do País, na presença de Jair Bolsonaro e do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli.

“O grave momento também exige de nós uma postura de compreensão, abertura ao diálogo. Se é tempo de levantarmos a guarda contra o novo coronavírus, também é hora de um armistício patriótico e deixarmos a arena eleitoral para 2022”, disse Faria, segundo relatos da Agência brasil.

“É preciso sobretudo respeito e que deixemos nossas diferenças político-ideológicas de lado para enfrentarmos esse inimigo invisível comum que tem lamentavelmente tirado a vida de milhares pessoas e gerado danos incalculáveis á economia. É hora de pacificar o país”, acrescentou.

O Ministério das Comunicações, 23º do governo Bolsonaro, foi recriado após desmembramento da pasta de Ciência, Tecnologia e Inovações, comandada pelo astronauta Marcos Pontes e alvo da cobiça de siglas do centrão.

BOLSONARO

Na mesma cerimônia, Bolsonaro disse que está na hora das instituições cumprirem com a vontade do povo. “Não são as instituições que dizem o que o povo deve fazer, ao contrário. É o povo que diz o que as instituições devem fazer.”

“Nosso povo espera liberdade. Temos uma Constituição. Em que pese alguns de nos não concordarem com alguns artigos, temos um compromisso de honra-la e respeitá-la para o bem comum”, continuou. ​​​​

Com informações da Agência Brasil e Folha

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome