É oficial: governo Bolsonaro não encontra “caixa-preta” no BNDES

"Hoje, entendemos que não há mais nenhum evento que requeira esclarecimento", diz atual presidente do banco

Jornal GGN – Gustavo Montezano, que Jair Bolsonaro pôs na presidência do BNDES em substituição a Joaquim Levy, afirmou nesta quarta (18) que não há “nenhuma operação polêmica a esclarecer” no banco, pelos relatos da Folha de S. Paulo.

Assim, a abertura da “caixa-preta” prometida pelo capitão a seus seguidores foi oficialmente improdutiva.

“Hoje, entendemos que não há mais nenhum evento que requeira esclarecimento. A sociedade está com informação de qualidade, substancial”, afirmou Montezano.

Segundo o jornal, Montezano tocou no assunto durante evento do banco. Na ocasião, anunciou plano trienal do BNDEs e prestou contas das ações para limpar a imagem da instituição. Na semana passada, o empresário Marcelo Odebrecht afirmou que o BNDES foi criminalizado indevidamente.

Desde que foi eleito, Bolsonaro prometeu abrir a “caixa-preta” do BNDES, numa tentativa de atingir ainda mais seu principal adversário nas urnas, o PT. Afirmou que a nova gestão mostraria ao povo brasileiro o que foi feito com o dinheiro do banco nas últimas décadas.

Recentemente, uma investigação independente contratada pelo próprio BNDES para apurar os negócios com a J&F concluiu que não há provas de desvios na instituição nem prejuízo gerado por dolo.

Ao contrário disso, os empréstimos e aportes feitos na holding dos irmãos Batistas são encaradas pelo banco como investimentos, no geral, positivos.

Leia mais: Investigação independente não encontra indícios de corrupção nos financiamentos do BNDES à JBS

Ainda assim, ao lado de Montezano, Bolsonaro continua usando sobretudo o empréstimo para a construção do Porto e Mariel, em Cuba, obra tocada pela Odebrecht, para criminalizar o BNDES sob as gestões do PT.

Vídeos relacionados:

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora