Eduardo Bolsonaro diz que “ruptura” democrática já não cabe mais

Eduardo Bolsonaro disse em depoimento à Polícia Federal que falou em ruptura democrática em um momento de "tensão" entre o governo e o Supremo Tribunal Federal

Jornal GGN – Eduardo Bolsonaro disse em depoimento à Polícia Federal que falou em ruptura democrática em um momento de “tensão” entre o governo e o Supremo Tribunal Federal e que a declaração já não cabe no cenário atual. A informação foi dada pela jornalista Bela Megale, em O Globo desta sexta (25).

A declaração fora feita por Eduardo no mesmo dia em que o blogueiro de direita Allan do Santos e outros apoiadores do presidente Jair Bolsonaro tinham sido alvos de buscas da PF no âmbito do inquérito das fake news.

Naquele momento, Eduardo disse: “Eu até entendo quem tenha uma postura mais moderada, vamos dizer, para não tentar chegar em um momento de ruptura, um momento de cisão ainda maior, um conflito ainda maior. Eu entendo essas pessoas que querem evitar esse momento de caos, mas, falando bem abertamente, opinião do Eduardo Bolsonaro, não é mais uma opinião de se, mas de quando isso vai ocorrer.”

Leia mais:

Ruptura democrática não é questão de se, mas quando vai acontecer, diz Eduardo Bolsonaro

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. O nosso quase embaixador demonstra total afinidade com o papai presidente e os irmãos metralha, fala o que quer que lhe venha à cabeça porque, mais à frente, se necessário desmente a asneira, volta atrás e acabou, ponto final.
    Um metralha pretendendo comprar uma rádio, e não é porque goste de música, o outro metralha a fugir da acareação com PMarinho, decisão sábia, pois o massacre seria inevitável mesmo com a mídia fingindo que tá tudo certo, e o metralhinha da hora a desejar se instalar em Washington porque se craque na arte de fazer hambúrguer.
    E o maior de todos com um rol de fatos comprovados, e outros tantos que já deveriam ter sido investigados há muito tempo, mas a “mídia que está contra o bolsonaro” rsrsrs parece preocupada com os abacateiros de um pomar em Brasília e mais nada.
    A propósito, um energúmeno falar em ruptura democrática é bastante interessante, seria ótimo que ele discorresse sobre este assunto específico em um debate ao vivo e a cores.

  2. “[…]falou em ruptura democrática em um momento de tensão entre o governo e o STF e que a declaração já não cabe no cenário atual.”
    Ora! Quem fala isso em depoimento é porque considera que, em havendo novamente momentos de tensão entre governo e STF, volta a ser caso de ruptura democrática.
    E deixaram ele ir embora? Não colocaram nem uma tornozeleira?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome