Ruptura democrática não é questão de se, mas quando vai acontecer, diz Eduardo Bolsonaro

"Eu entendo essas pessoas que querem evitar esse momento de caos, mas, falando bem abertamente, não é mais uma opinião de se, mas de quando isso vai ocorrer", disparou

Jornal GGN – O deputado federal Eduardo Bolsonaro afirmou durante uma live no canal Terça Livre, na noite de quarta (27), que a “ruptura” na democracia brasileira não é mais questão de “se”, mas “quando” vai acontecer. A escalada autoritária, escancarada pelo filho do presidente Jair Bolsonaro, ocorreu no mesmo dia em que o blogueiro Allan dos Santos (dono do Terça Livre) e outros empresários e militantes bolsonaristas foram alvos de busca e apreensão pela Polícia Federal, no âmbito do inquérito das fake news.

Eduardo defendeu que a postura do Supremo Tribunal Federal, que instaurou o inquérito de ofício, ignorando pedido de arquivamento da Procuradoria-Geral da República, é “ditatorial” e não merece ser respeitada.

O GGN PREPARA UM DOSSIÊ SOBRE SERGIO MORO. SAIBA MAIS AQUI.

“Eu até entendo quem tenha uma postura mais moderada, vamos dizer, para não tentar chegar em um momento de ruptura, um momento de cisão ainda maior, um conflito ainda maior. Eu entendo essas pessoas que querem evitar esse momento de caos, mas, falando bem abertamente, opinião do Eduardo Bolsonaro, não é mais uma opinião de se, mas de quando isso vai ocorrer.”

Eduardo também disse que o governo, o Congresso e o próprio STF devem estar discutindo esse momento de ruptura. “Não se engane, as pessoas discutem isso. Essas reuniões que o Allan está falando, entre altas autoridades, até a própria reunião dentro de setores políticos, eu, Bia, etc. A gente discute esse tipo de coisa, porque a gente estuda história, a gente sabe que a história vai apenas se repetindo. Não foi de uma hora para outra que chegou a ditadura na Venezuela.”

Leia também:  Manchetes dos jornais dos EUA

Em seu discurso, Eduardo repete a mesma postura de Jair Bolsonaro na reunião ministerial. Denota que o núcleo presidencial não vai aceitar qualquer tentativa de ser retirado do poder, seja por pedido de impeachment por “filigranas”, seja por um inquérito do STF que eles consideram inconstitucional.

“A gente não pode permitir que isso aconteça. A gente tem que diagnosticar o problema, deixar a sociedade ciente do problemas e depois tomar algumas atitudes, porque é inadmissível isso que o ministro Alexandre de Moraes [relator do inquérito das fake news] e Celso de Mello [relator do inquérito sobre interferência de Bolsonaro na PF] tão fazendo com a democracia brasileira.”

Eduardo também deixou claro que a crise pode chegar ao ponto em que seu pai não terá “mais saída” e terá de tomar uma “uma medida enérgica”, sendo taxado de “ditador”. Mas, para o deputado federal, o “ditador nessa história” é o Supremo.

Também estavam presentes na live ao vivo no youtube Olavo de Carvalho, Italo Marsili e Bia Kicis. Com 4 horas de transmissão, o vídeo tem quase 800 mil visualizações até a manhã desta quinta (28).

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

10 comentários

  1. A mídia golpista que fazia insinuações malévolas a respeito do presidente Lula,da presidenta Dilma e do PT pelo simples fato de pensarem em enviar ao congresso um projeto de regulação da mídia estão calados. Por quê?

  2. Pregando desobediência à Constituição.
    “Até quando, Catilina, abusarás de nossa paciência? (…) Não vês que tua conspiração foi dominada pelos que a conhecem?”
    Leve pro papi. Voce é só um falastrão que, breve, será processado.

  3. Neste país, o STF é atacado por um bando de analfabetos, isto com o aval do presidente e do PGR nanico, engavetador que, um dia, voltará para casa com o rótulo inevitável de pessoa medíocre, cachorrinho de estimação do presidente que, não por acaso, o indicou para desempenhar o papel de garoto de recado.
    O STF, é óbvio, reagiu a toda esta porralouquice e agora resta esperar pela reação do nosso grande presidente e seu guru, Olavo de Carvalho, que fica nos USA porque tem medo de baixar por aqui e ser preso.
    Toda esta zorra decorre da eleição de um louco varrido, que recebeu votos suficientes para estar onde está, ou seja, foi uma das mais expressivas, talvez a mais expressiva de todas as manifestações de burrice e alienação da sociedade brasileira e, principalmente, do pior andar de cima do planeta, composto por midiona, grandes empresários, a banca, a maior parte da classe política, assim como outras fatias daquele bolo indigesto, conforme se pode observar.
    E agora, temos uma meia dúzia de agitadores a querer encurralar, a querer ensinar que o STF está errado e eles é que estão certos. Xingar o juiz, escrever qualquer tipo de ataque direto a alguém do STF não pode ser combatido, pois a liberdade de expressão autoriza. E o ministro da Justiça concorda com tudo isto, é fim de linha.

  4. O país merece passar pelo que vem acontecendo, ” Com STF com tudo”.
    Talvez alguns reflitam que na época do PT “corrupto” e do MST “terroristas” o Brasil era bem melhor.
    A propósito, não tenho nem um pouco de pena das ameaças que Bonner vem sofrendo. Ele e sua emissora merecem.
    Em tempo, não sei se é verdade, particularmente não acredito. Mas corre à boca miúda que Gilmar Mendes está tentando torna Lula legível para 2020.
    Será ?

    • Cara,
      a contragosto e arrastando os joelhos ralados no chão, a globo e seus “acepipes” vão ter que admitir que só mesmo o Lula será capaz de trazer o país à normalidade.

    • Se GM fizer isso, tornar lula elegível e, se como já comentei em outro post, a globo, apos um “mea culpa”, abrir espaço para uma DR com Lula, se ambas ações ocorrerem, acreditem; os malucos vão se rasgar e dar o tão esperado passo em falso, bastando para tanto uma pesquisa de intenção de voto…

      • Os malucos não vão largar o osso assim tão facilmente. Para continuarem roendo o osso, eles vão recorrer a fuzis e baionetas.

        Kd o Queiroz e a esteira ergométrica do Mourão?

  5. Vai lá pt,unifica,igual no primeiro de maio,e aí fica com o mico na mão e se queima, abraça as pegadinhas, todo mundo jogando indiretas pra vcs fazerem o jogo deles!
    Obs:Parece aqueles peões q não gostam de vc,ficam isqueirando(agitando)dizendo os erros da firma,aí o valentão líder vai lá e marca uma reunião com os patrões/chefe,quando chega na hora só vc fala e os outros ficam calados te queimando e fazendo parecer um agitador !!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome