Eduardo Leite nomeia ex-assessor de Paulo Guedes para reconstruir o RS

Pedro Capeluppi esteve à frente da Secretaria Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia

Pedro Capeluppi, novo secretária da Reconstrução, e o governador Eduardo Leite | Fotos: Mauricio Tonetto / Palácio Piratini
Pedro Capeluppi, novo secretária da Reconstrução, e o governador Eduardo Leite | Fotos: Mauricio Tonetto / Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite (PSDB) anunciou nesta sexta (17) a criação da Secretaria da Reconstrução Gaúcha, que será liderada por Pedro Capeluppi, ex-assessor em privatizações do ex-ministro da Economia do governo Bolsonaro, Paulo Guedes.

Segundo informações divulgadas à imprensa, a Secretaria da Reconstrução Gaúcha é uma reformulação da estrutura da Secretaria de Parcerias e Concessões (Separ). O titular da Separ, Pedro Capeluppi, assumirá, portanto, a condução dos projetos previstos no chamado “Plano Rio Grande”, que também foi anunciado hoje.

Segundo Leite, sua decisão de “reconfigurar a estrutura de governo” em vez de criar uma secretaria do zero visa “atender melhor a esse propósito” de reconstruir o Estado. “Então, vamos transformar a Secretaria de Parcerias e Concessões (Separ) na Secretaria da Reconstrução Gaúcha. A Separ já tem um formato de trabalho em que modela soluções especialmente para a infraestrutura e tem condições de dar suporte aos projetos do Plano Rio Grande”, comentou Leite.

Pedro Capeluppi, o secretário da Reconstrução Gaúcha, é funcionário de carreira da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), ex-secretário de Desenvolvimento de Infraestrutura, ex-secretário Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, em 2022. É economista especializado em Finanças, Investimentos e Banking.

AS METAS DA SECRETARIA DE RECONSTRUÇÃO GAÚCHA

A Secretaria da Reconstrução Gaúcha tem o objetivo de “acelerar e organizar os processos e projetos de reconstrução do Estado”, diz a comunicação do governo Leite.

A pasta terá ainda uma “Assessoria Especial de Gestão de Riscos” e quatro subsecretarias:

  • Projetos de Reconstrução
  • Projetos Estruturantes
  • Inteligência Mercadológica e
  • Parcerias e Concessões.

Leia também:

Redação

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Tá na mão do artista. Os bilhões do Lula vão afundar na lama dos escombros do Rio Grande. O povo, ora o povo, será um mero detalhe. Quem perdeu a casa pagará aluguel a quem tiver. Quem não tinha casa, ou sai do estado ou fica em estado de necessidade sustentando a inimaginável miséria e especulação imobiliária que o riograndense sofrerá após o rescaldo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador