Em meio à crise, Bolsonaro tenta se blindar contra impeachment

Presidente procura partidos menores, planeja viagens e quer inaugurar obras para agradar parlamentares e impor agenda positiva

Foto: Carolina Antunes/PR

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro mostra-se cada vez mais preocupado com um processo de impeachment e, para se blindar, está começando a negociar diretamente com legendas menores e a furar a bolha do centrão.

Além disso, o presidente pretende rodar o país fazendo inaugurações e entregas de obras como forma de impor uma agenda positiva, sob a justificativa de prestigiar seus aliados regionalmente e não deixar que os governadores se apropriem de feitos que seu governo tenha feito.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, um exemplo dessa movimentação ocorreu nesta quarta-feira (24/06), quando Bolsonaro recebeu a bancada do PSC (9 deputados e 1 senador) para um café no Palácio da Alvorada. Na ocasião, a bancada ficou de apresentar ao general Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) a lista de cargos em que tem interesse nos estados.

A negociação direta com partidos representa uma clara mudança na estratégia do governo: o presidente quer incluir siglas além do centrão para se proteger de um processo de impeachment, caso os desdobramentos relacionados à investigação do policial militar reformado Fabrício Queiroz (ex-assessor de seu filho, o senador Flávio Bolsonaro) ampliem a crise política.

 

Leia Também
Advogados acrescentam acusações e pedem urgência em impeachment contra Bolsonaro
MEC liderou pagamentos a empresa de ex-esposa de Wassef
TSE arquiva uma das ações para cassar Bolsonaro
Do Banestado à Lava Jato: o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  João Pedro Stédile é o entrevistado da live das 15h, nesta quinta (6/8)

2 comentários

  1. A sua agenda positiva consiste em fazer naufragar os esforços contra o Covid-19.
    Essa obra ele não assume.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome