TSE arquiva uma das ações para cassar Bolsonaro

As ações mais relevantes que podem cassar Bolsonaro, que tratam do disparo de fake news em massa via WhatsApp, ainda não têm data para julgamento

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O Tribunal Superior Eleitoral arquivou na noite de terça (23) uma das oito ações eleitorais que pedem a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão. Movido pelo PT, o processo alegava abuso de poder econômico porque o hoje presidente fora beneficiado por outdoors espalhados por várias cidades do País em 2018.

Por unanimidade, o TSE entendeu que não há provas de que a campanha de Bolsonaro estava por trás dessas peças de campanha. Além disso, também não ficou provada a gravidade dessa ação, ou seja, seu impacto sobre a votação.

“Não é possível afirmar que a instalação de outdoors em alguns municípios de alguns estados tenha revelado gravidade suficiente a ponto de provocar um desequilíbrio na eleição presidencial de 2018, cuja abrangência dizia respeito a 27 unidades da Federação, com 5.570 municípios”, disse o ministro Og Fernandes.

Na sessão, o presidente do TSE, Luis Roberto Barroso, mandou um recado para a militância bolsonarista que ficou protestando durante todo o tempo de votação.

“Com fogos ou buzinaço, aqui se faz a coisa certa, de acordo com a prova dos autos”, disse Barroso.

As ações mais relevantes que podem cassar Bolsonaro, que tratam do disparo de fake news em massa via WhatsApp, ainda não têm data para julgamento.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora