Início Coluna Econômica

Coluna Econômica

As discussões nos EUA sobre modelos de desenvolvimento, por Luis Nassif

O balanço da atuação americana mostra uma enorme timidez perto dos grandes programas geopolíticos da China e de sua Rota da Seda.

O empobrecimento da pauta de exportações brasileira, por Luis Nassif

O empobrecimento da pauta de exportações é nítido. Nos últimos cinco anos, a participação da Indústria de Transformação caiu de 63,5% para 54,4%, enquanto a Agropecuária subia de 16,8% para 21,4% e Indústria Extrativa de 17,4% para 23,7%.

O aumento do comércio do Brasil com a China, por Luis Nassif

Em janeiro de 2011, o comércio com os EUA representava quase 80% do comércio com a China. Em 2021 caiu para pouco mais de 40%.

Com três lotes, venderam o país inteiro, por Luis Nassif

Quem dá mais? Quem é que dá mais de um conto de réis? Quem dá mais? Quem dá mais? Dou-lhe uma, dou-lhe duas, dou-lhe três! Quanto é...

A polêmica questão da auditoria da dívida pública, por Luis Nassif

Há um preço pesadíssimo que o país pagou ao longo de décadas, com a subordinação ignorante e interessada a teorias monetárias que visavam exclusivamente proporcionar ganhos ao capital em períodos inflacionários, com as jogadas sucessivas de juros e câmbio. Mas não há maneira de recuperar o leite derramado.

Preços ao produtor continuarão pressionando a inflação em 2021, por Luis Nassif

Nas ruas, o resultado óbvio será o aumento das tensões sociais e das trombadas nas políticas de saúde. Agora, com um Bolsonaro fortalecido e cada vez mais confiante em seu poder de cooptar instituições, enquanto prossegue armando suas milicas.

As peças centrais do plano Biden, de Resgate Americano, por Luis Nassif

Em nenhum momento o Plano Biden menciona déficits orçamentários ou dívida nacional, mesmo tendo uma assessoria econômica ortodoxa.

Mercado de trabalho não mostra sinais de recuperação, por Luis Nassif

Ontem saíram os indicadores da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios referente ao período setembro-novembro de 2020.

Xadrez dos negócios da pandemia e o aval da CGU, por Luis Nassif

É simples entender a operação desastrada de quem organizou um grupo de empresas para adquirir vacinas na AstraZeneca para vacinar seus funcionários, doando metade...

Na mídia, o velho morreu e o novo ainda não nasceu, por Luis Nassif

A Internet arrebentou com tudo, arrebanhando publicidade nacional, classificados e customizando seus anúncios para que acompanhassem os leitores para onde eles fosse.

Na mídia, o velho morreu e o novo ainda não nasceu, por Luis Nassif

A Internet arrebentou com tudo, arrebanhando publicidade nacional, classificados e customizando seus anúncios para que acompanhassem os leitores para onde eles fosse.

Bolsonaro entra finalmente no seu inferno astral, por Luis Nassif

A soma de crise econômica, fracasso da política de saúde, incapacidade de conduzir as tais reformas chegaram, finalmente, ao centro da questão: a governabilidade. Daqui para frente, Bolsonaro terá que conviver com pressões continuadas e perda de apoio.

A falência do atual modelo de PPPs no setor público, por Luis Nassif

No caso das Organizações Sociais, houve experiências bem sucedidas, mas apenas quando o parceiro eram hospitais conceituados, como o Sirio Libanes e o Alberto Einstein. Na maioria dos casos, eram de grupos politicamente ligadas ao governante de plantão.

O Brasil dos 3 patetas não tem maneira de dar certo, por Luis Nassif

Os grandes jogadores atuam com outra lógica. Primeiro, estimam o cenário de médio prazo. Depois, traçam uma linha entre o presente e o futuro. E vão acompanhando o mercado.

Bolsonaro perde 3 apoios internacionais: Trump, a máfia de Las Vegas e das armas

As maluquices diplomáticas dos Bolsonaro, como transferir a embaixada brasileira de Israel para Jerusalem, foram influência direta de Adelson, ele próprio financiando a mudança da embaixada americana para lá.

Aberta a temporada de discussão sobre o impeachment, por Luis Nassif

Até o final do mês a abertura ou não do processo de impeachment dependerá da vontade de Rodrigo Maia. A probabilidade maior é que não abra. Abrindo, o impeachment tem mais chances de ser bem sucedido

Aumentarão as pressões pela saída de Bolsonaro e Guedes, por Luis Nassif

Um agravamento da crise deixará claro a incapacidade de Guedes em continuar com a agenda de privatizações. Isso, mais o caos previsível, aumentará as pressões por mudanças radicais

Xadrez da entrada do país na era da ebulição, por Luis Nassif

Há dois anos os Bolsonaro vem armando suas milícias, desde as milícias propriamente ditas, aos clubes de tiro espalhados pelo país e os ruralistas. E tem se aproximado cada vez mais das bases das PMs e Forças Armadas

A (não) recuperação do setor de serviços, por Luis Nassif

Nas próximas semanas as curvas da pandemia crescerão mais ainda, devido às aglomerações de final de ano. E há perspectivas claras de distúrbios sociais pela frente.

A crise da Ford e a fantástica fábrica de ignorância institucional, por Luis Nassif

A confusão de diagnósticos e de mesmices sobre a crise do setor automobilístico é a melhor explicação para a crise do setor automobilístico. Significa que nunca houve um diagnóstico claro

Mais comentados

Últimas notícias

GGN