Ensino médio paulista retoma aulas presenciais em novembro, decide Covas

A informação foi dada na mesma ocasião da divulgação dos resultados do inquérito sorológico realizado com alunos e professores da rede municipal de ensino

Foto: Idesp

Jornal GGN – Mesmo com a possibilidade de uma segunda onda de infecções pelo novo Coronavírus, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou hoje, 22, a retomada das aulas regulares para o ensino médio das redes municipal, estadual e privada. Os alunos deverão voltar para as salas de aula a partir de 3 de novembro. 

Não foram liberados, no entanto, a retomada das aulas presenciais dos ensinos infantil e fundamental. Além disso, a volta dos alunos do ensino médio não é obrigatória e ficará à critério dos estudantes e seus pais. 

A informação foi dada na mesma ocasião da divulgação dos resultados do inquérito sorológico realizado com alunos e professores da rede municipal de ensino. 

Segundo os dados, desde o início da pandemia, 13,2% dos estudantes, professores e profissionais da área da educação já foram contaminados pelo novo coronavírus. 

A prefeitura decidiu retomar as aulas, já que – segundo o estudo – 70% dos alunos seriam assintomáticos e ‘apenas’ 7% dos professores foram contaminados.

No entanto, os dados mostram que o número de estudantes que moram com idosos soma 25%. Por isso, de acordo com o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, a recomendação é para que sejam mantidas apenas atividades extracurriculares para crianças de até 14 anos.

Com informações do Uol.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Regina Duarte diz que fake news sobre Marisa Letícia foi “crítica”

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome