“Esse coronavírus armaram para implantar o comunismo”, diz mulher presa. Assista

Vídeo mostra momento da prisão da mulher que não dava importância para a pandemia de coronavírus e desrespeitou as orientações para manter-se isolada em casa

Jornal GGN – Circula nas redes sociais nesta segunda (13) o vídeo da prisão de uma mulher em Araraquara (SP) que resistiu às orientações da Guarda Civil Municipal (GCM) para respeitar o isolamento contra o coronavírus. As imagens mostram o efeito danoso que o discurso de Jair Bolsonaro provoca sobre parte da população.

No vídeo do flagrante, a mulher aparece dizendo que a Constituição, que prevê seu direito de ir e vir, “está acima de qualquer decreto” que tenha estabelecido medidas restritivas de mobilidade e convivência social.

Quando cobrada por conscientização a respeito da pandemia atual, ela disse que o coronavírus é uma “armação” para “implantar a ditadura comunista”.

“Esse circo de coronavírus não funciona comigo. Esse circo armaram para implantar uma ditadura comunista. Comigo não funciona. Eu sou uma pessoa livre”, disparou.

Em seguida, as imagens mostram ela sendo algemada e momentos de embate físico. Um dos agentes pede que a mulher não use de violência nem resista à prisão. Uma oficial mostra, ao final, que levou uma mordida da mulher.

O vídeo se encerra com a mulher gritando “comunistas dos infernos” e chamando o responsável pela filmagem de “puxa saco do PT”.

Confira abaixo.

Guardas municipais comunistas X Cidadão de bem from r/brasil

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora