Ex-aliado de Bolsonaro joga a toalha: “a vaca já foi para o brejo”

Após fuga de Abraham Weintraub para os Estados Unidos, senador Major Olímpio usa redes sociais para insinuar fim do atual governo

Major Olímpio, senador pelo PSL-SP. Foto: Reprodução/Wikipedia

Jornal GGN – O senador Major Olímpio (PSL-SP) usou as redes sociais para insinuar o fim do governo Bolsonaro após as notícias da fuga do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Weintraub só foi exonerado do ministério depois de chegar nos Estados Unidos, onde conseguiu entrar por meio do passaporte diplomático.

Segundo informações do jornal Correio Braziliense, o senador paulista disse que se sentia traído por Bolsonaro, e que o presidente rompeu com ele para “proteger filho bandido”.

Antigo aliado de Bolsonaro, Major Olímpio foi eleito senador pelo mesmo partido pelo qual o presidente foi eleito. Da mesma forma como outros colegas de legenda, Olímpio abandonou a base presidencialista.

 

Leia Também
Weintraub já está nos Estados Unidos
Bolsonaro poderá utilizar as polícias militares para um golpe?, por Rogério Maestri
Do Banestado à Lava Jato: o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

12 comentários

  1. Pra essas pessoas, não existia jair messias bolsonaro antes de 2018. Aqueles 25 anos que passou coçando o saco na câmara não foi computado, visto, assistido, presenciado, contabilizado, calculado, filmado ou qualquer outro ado por este povo hipócrita. E haja gente hipócrita nesta safra eleitores e políticos oriundas desta colheita maldita!!!

  2. Fica parecendo uma grande peça teatral … Uma grande encenação. Todos “artistas” se manifestando sobre qualquer coisa. Seja a favor ou contra. Parece o famoso “joga barro na parede” … De repente, ganham qualquer coisa. Uns, uma vigésima quinta secretaria numa embaixada. Outros qualquer cargo aspone que pintar. E quanto ao país ? Bom, haverá eleições e os mesmos ganharão o cargo, ou qualquer cargo aspone que pintar.

  3. Tantos anos de polícia e o cara não sabia a quem se aliava? Entrou nessa canoa furada do discurso moralista sem moral porque convinha, quando o mar de crimes apareceu resolvel pular fora do barco e se fingir de indignado. Major, a luz vermelha na porta da chapa Bolsonrao não lhe deu uma dica do antro em que o senhor se metia ? Não adianta se fazer de virgem arrependida, todos sabem o que o senhor fez na eleição passada.
    Só para lembrar uma frase que a policia gosta de usar para fazer juízo das pessoas: “Quem anda com porco come farelo”.

  4. Foi o valentão fake, que deseducadamente fugiu correndo da lei e abandonou inexplicavelmente toda tripulação, da qual ardilosamente participava. Foi ele, o deseducado da educação, quem inaugurou o início da definitiva debandada geral, no avariado submarino de lata. A embarcação placebo enganou até onde lhe foi permitido e passou grande parte de sua existência submersa e camuflada por diversos tipos de peixes para não revelar a fragilidade da sua carcaça. Então se permitia ser mordido constantemente por peixes variados, tais como: traíra, soldado, gatilho, faca, espada, bala, anjo, cavalo marinho, capitão, espoleta, príncipe, granada, ira, rambo, ringo, saddam, valente, xerife e zangão entre outros. Assim, a embarcação que parecia ter um imenso potencial, nada mais era que a própria incorporação da Fake que tanto exaltava. A longa sobrevivência só foi possível graças aos diversos tentáculos do polvo que a seguia. Afinal, ninguém melhor do que polvo para criar diversos tentáculos que lhes garantam a sobrevivência nesse mar bravio de maremotos rentistas, ressacas gananciosas, tubarões famintos de poder e tsunamis capitalistas.

  5. Não sei se a vaca tá indo pro brejo,não. O que tô vendo é que na terra plana a milícia do Rio de Janeiro tá indicando diretor do Banco Mundial. Pra quem começou extorquindo o povo de Rio das Pedras,uma diretoria do Banco mundial,parece interessante
    Além disso, depois que a milícia assumiu o governo, o destino de criminosos fugitivos são os EEUU e não mais a AL.

  6. O Wasseff disse que nem o Flávio Bolsonaro nem o Jair Bolsonaro sabiam que o Queiroz estava no imóvel onde foi preso. Mas apesar de não saber onde o Queiroz estava, o Bolsonaro sabe porque ele estava lá: para se tratar de câncer.

    Eu não sei onde o Ward está mas sei porque ele está onde está: porque é um baterista top de linha, tão bom quanto o baterista do Sepultura.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome