Governo Bolsonaro esconde remuneração de militares da reserva e aposentados

O Tribunal de Contas da União determinou em 2019 que os valores sejam divulgados no Portal da Transparência, de forma individual, como é feito com servidores civis e militares da ativa

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – É destaque na Folha desta segunda (14) que o governo Bolsonaro está omitindo as remunerações pagas com dinheiro público a militares da reserva, aposentados e seus beneficiários.

Não é possível saber, hoje, quanto ganham as filhas solteiras de militares ou aposentados das Forças Armadas – entre eles, o próprio Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão, além de outros nove ministros.

O Tribunal de Contas da União determinou em 2019 que os valores sejam divulgados no Portal da Transparência, de forma individual, como é feito com servidores civis e militares da ativa. Mas, segundo o Estadão, “isso nunca aconteceu” com Bolsonaro, mesmo com a determinação do TCU.

Outros governos também não divulgaram os dados. “Remunerações de reservistas, reformados e pensionistas nunca foram publicadas por nenhum governo. O decreto que regulamenta a Lei de Acesso à Informação (LAI) faz referência apenas aos funcionários da ativa. Dados dos militares em atividade são divulgados pelo menos desde 2012. Informações de servidores aposentados e pensionistas de outros órgãos e Poderes já foram tornadas públicas, parte delas por força do despacho do TCU”, anotou o jornal.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Fora de Pauta

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome