Heleno critica Cármen Lúcia por questionar governo sobre Forças Armadas na Amazônia

Segundo o ministro de Bolsonaro, ao invés de questionar o governo, ministra do STF deveria se perguntar “o que seria da Amazônia sem as Forças Armadas?”

Jornal GGN – O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, usou seu perfil no Twitter neste sábado, 5, para criticar a decisão da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), de exigir explicações ao governo sobre o uso das Forças Armadas na Amazônia em ações contra o desmatamento, que voltou a bater recordes esse ano.

“A ministra Cármen Lúcia, do STF, acolheu ação de um partido político e determinou que o presidente e o ministro da Defesa expliquem o uso das Forças Armadas, na Amazônia. Perdão, cara ministra, se a sra. conhecesse essa área, sabe qual seria sua pergunta: ‘O que seria da Amazônia sem as Forças Armadas?’”, escreveu Heleno.

A determinação de Cármen Lúcia foi dada a partir de ação do Partido Verde, que pede a suspensão do decreto presidencial e portaria do Ministério da Defesa, que autorizou, em maio, as Forças Armadas atuarem “em defesa da lei e da ordem, em ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais e combate a focos de incêndio”.

A ministra pede que Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, prestem esclarecimentos sobre a Operação Verde Brasil 2, que tem se mostrado ineficiente, uma vez que os índices apontam para o aumento das queimadas na Amazônia Legal.

Com informações do jornal Estado de S. Paulo. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

7 comentários

  1. Carmen Lucia em mais um momento ‘Carmen Lucia’. Temos mais outros dez exemplos da mais completa inutilidade dentro do STF. Mas como exigiu o Ministro Marco Aurélio Melo, inutilidade que deve ser precedida de Vossa Excelência, como manda o decoro do Cargo. Pobre país rico. 90 anos entre Fracassados tentando fracassar uma Nação. Mas de muito fácil explicação.

  2. Sem essa desastrosa participação que promovem no governo, quem ganharia seria a Amazônia, o meio ambiente, a bio diversidade, os rios, as florestas e o Brasil. Voltevfe volta para o futuro general, para o futuro.

  3. Previsão incrivelmente precisa de analistas russos! Há exatamente um ano, a imprensa russa escreveu sobre todos os problemas que foram delineados na semana passada no Pedido do STF ao Presidente Bolsonaro e ao Ministro da Defesa – sobre a militarização desarrazoada da Amazônia, sobre a usurpação de poderes de ambientalistas, sobre a destruição da instituição IBAMA ( (o botão do tradutor está na parte inferior):
    https://topwar.ru/174786-verhovnyj-sud-brazilii-potreboval-ot-prezidenta-objasnit-ispolzovanie-vooruzhennyh-sil-v-amazonii.html
    Voennoye Obozreniye escreve que, há um ano, analistas russos chegaram a prever que a Polícia Federal e o Ministério da Defesa brasileiros recusariam os serviços do INPE no campo de imagens de satélite da Amazônia, e dariam prioridade aos satélites dos Estados Unidos e à empresa americana PLANET (associada à agência de espionagem NGA).
    https://topwar.ru/160721-ssha-militarizujut-amazoniju-pod-prikrytiem-jekologicheskogo-sotrudnichestva.html
    Os russos até previram a reorientação do centro do CENSIPAM para trabalhar no interesse dos militares e da inteligência (é o CENSIPAM que agora compra satélites para o Ministério da Defesa do Brasil).
    Aqui está o relatório mais completo de analistas russos, que se revelou absolutamente correto e completamente realizado. (o botão do tradutor está no topo):
    http://cstcommand.com/index.php/countries/yuzhnaya-amerika/braziliya/item/22-mezhdunarodnyj-prestupnik-berjot-v-zalozhniki-amazoniyu-i-rabotaet-na-ssha-rassledovanie

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome