Jornalista crítico do PT adere ao “Lula livre” com artigo na Folha

"Lula livre, não por ele ou pelo PT, mas em defesa de um precioso bem público, de todos nós, ao qual tantos brasileiros pobres precisam ter acesso: o Estado de Direito", escreveu Demétrio Magnoli

Da Revista Fórum

As revelações da Vaza Jato que vêm sendo trazidas à tona pelo The Intercept Brasil fizeram mais uma figura conhecida pelas críticas contra o PT a rever seus posicionamentos e clamar pela liberdade do ex-presidente Lula. O mais novo integrante da campanha “Lula livre” é o jornalista e sociólogo Demétrio Magnoli, contumaz crítico dos governos petistas.

O GGN prepara uma série de vídeos que vai explicar a relação dos Estados Unidos com a Lava Jato. Quer apoiar o projeto? Acesse www.catarse.me/LavaJatoLadoB

Em artigo publicado neste sábado (21) em sua coluna na Folha de S. Paulo, intitulado “Lula livre”, Magnoli mantém as mesmas críticas que sempre fez ao PT, diz que Lula se envolveu, sim, em casos de corrupção, mas pondera que o processo que o levou à prisão é injusto.

Logo no início do texto, o jornalista aponta que houve um “conluio” para prender Lula e afirma que o Supremo Tribunal Federal (STF) deve rever o processo e declarar a nulidade da condenação do petista.

“Lula livre. Evito adicionar o clássico ponto de exclamação porque, sob a minha ótica, Lula é politicamente responsável pela orgia de corrupção que se desenrolou na Petrobras”, escreve Magnoli antes de enumerar uma série de críticas aos governos do PT para, ao final, voltar à defesa da liberdade de Lula.

“O mecanismo corrupto provocou uma erosão nos alicerces da democracia. Lula e o PT devem ser julgados por isso, mas no tribunal certo, que é o das urnas”, diz.

E prossegue tecendo críticas a Sérgio Moro e Deltan Dallagnol: “Sérgio Moro agiu como juiz de instrução italiano, uma espécie de coordenador dos procuradores —mas no Brasil, onde inexiste essa figura, não na Itália, onde um juiz diferente profere a sentença. Batman e Robin. Moro e Dallagnol, comparsas, esculpiram juntos cada passo do processo, nos tabuleiros judicial e midiático”.

Leia também:  Petrobras completa 66 anos, hoje ameaçada, por Alencar Santana

Ao final, sentencia: “Lula livre, não por ele ou pelo PT, mas em defesa de um precioso bem público, de todos nós, ao qual tantos brasileiros pobres precisam ter acesso: o Estado de Direito. Que o ex-presidente seja processado novamente, segundo os ritos legais, e julgado por magistrados sem partido”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

13 comentários

  1. Interessante como vozes desde a centro-esquerda à direita entoam a mesma cantilena. Lula Livre, mas não inocente. Lula Livre, para que possa ser julgado novamente pelo mesmo judiciário que o condenou politicamente, mas agora com aparência de imparcialidade. Lula Livre, desde que com a possibilidade de voltar pra cadeia. Em suma: Lula Livre, só que não!

    18
    2
    • A opinião e/ou convicção (vocábulo que virou modismo) desse sujeito, não mudou em nada.
      Ao fim e ao cabo, ele gostaria mesmo, era de ver Lula condenado e preso pela imputação de qualquer tipo penal, desde que o suposto julgamento fosse realizado sem que houvesse a possibilidade de uma futura comprovação da fraude processual praticada, conforme ocorreu, segundo as mensagens reveladas pelo The Intercept Brasil.

    • É verdade. Essa gente acha que é possível algum julgamento justo para o presidente Lula.
      O próprio missivista,em sua coluna,deixa claro que,para ele,o presidente Lula está envolvido em corrupção na Petrobrás.
      O que os golpistas querem é dar um caráter de legalidade e legitimidade a condenação do presidente Lula e,se não for possível, pelo menos fazer,como esse sujeito, comentários que cristalizem na opinião pública que mesmo não condenado,o presidente Lula é culpado.
      Essa gente não tem vergonha nenhuma.

  2. “…Lula livre, não por ele ou pelo PT, mas em defesa de um precioso bem público, de todos nós, ao qual tantos brasileiros pobres precisam ter acesso: o Estado de Direito…” Simples assim. Direto, Livre, Republicamo, Democrático. Só existe um ERRO no seu argumento. “…O mecanismo corrupto provocou uma erosão nos alicerces da democracia. Lula e o PT devem ser julgados por isso, mas no tribunal certo, que é o das urnas…” Totalmente errado. Lula e o PT. E o PSDB e todas as Forças farsantes que se diziam Redemocráticas devem responder à Justiça Brasileira. Se Alguns usurparam do seu Poder, em benefício próprio, político ou partidário, devem ser afastados e também, responderem criminalmente por suas Ações. Só não é possível esconder que por debaixo da ‘ponta do iceberg’ (e até agora, foi somente revelado a ponta do iceberg) existe toda uma Estrutura Ditatorial Absolutista Fascista que é o Estado Brasileiro na sua concepção de 9 décadas ditatoriais replicadas nas farsantes 4 décadas de fraudulenta e criminosa Redemocracia. Ninguém pode ter a opção de ser julgado pelas Urnas, quando antes, deve ser julgados por graves crimes. Não finjamos ou omitamos que a maior parte dos Criminosos e Quadrilhas que se fantasiaram de Representações Políticas, ainda estão devendo à Justiça Brasileira. Antes de Lula ou PT, devemos salvar a Nação. Não confundamos tais argumentos.

    2
    7
  3. o difícil é crer que um jornalista e sociólogo, que estuda as ondas e tendências da sociedade humana, que tinha teses sofisticadas para apoiar a falsa onda anti-corrupção, estava sendo mais um ingênuo e enganado de que tudo corria bem e que o país e em especial seu judiciário continuava cioso de atenção aos mais pobres. Muitos estão vendo não só a deterioração rápida do ambiente social no país, mas os acontecimentos no ambiente de seus trabalhos. Se continuarem na velha imprensa vão escrever para quem e por quanto tempo? Será mais um com canal no youtube? E o público? Não os culpo por tudo, mas certamente, passados tantos desacertos e golpes recentes cometidos e tantos vazamentos, é só mais um dos tardios “neo-democrata-garantista-com-preocupações-sociais-contanto-que-não-me-esqueçam”.

    12
  4. Na verdade os métodos ilegais da Lava Jato ficaram insustentáveis para quem defende o Estado de Direito, o pilar da democracia formal. Digo formal porque democracia substancial num país tão desigual é impossível. Mas a corrupção se mantém na agenda dos brasileiros. É preciso aprofundar o debate entre ética e política e rever leis, instituições e o controle desta insaciável sede humana pelo vil metal.

  5. Demétrio, além de extremamente feioso (uma cria do Frankenstein), é um oportunista de quinta! Quer entrar na turma tirando o dele da reta! Não convence ninguém!

    13
    1
  6. O julgamento só pode começar a parecer sério, se sair a metodologia lavajateira de escolher os 30% para não melindrar os 70% de pilantras notórios e antigos. Isto foi das primeiras coisas divulgadas na vazajato, que o juiz roubou 70% dos que mereceriam ser investigados. Estes jornalistas querem assim, ou apenas esvaziar a lavajato quando veem que a sujeira vai também recair sobre tucanos?

  7. MUITO ENGRAÇADO OS GOLPISTAS: Reinaldo Azevedo, Miriam Leitão, Demétrio Magnoli, Fábio Punuzzi e etc; SE ARREPENDENDO PARA TENTAREM RECUPERAR A CREDIBILIDADE.

  8. Vão julgar o Lula ocupando a midia golpista para não julgarem o Queiroz e seus chefes imediatos, os bolsonaros. Nada de julgar o Aécio Neves, o Jose Serra com a privataria tucana, não, não, não, vamos julgar o Lula. Canalhas.

  9. Magnoli é mais um destes especialistas da Globo. Com análises rasas e superficiais fortalecia, ou a análise de Waack, como Sardenberg em assuntos internacionais. Analises feitas de releases já publicados na imprensa e uma pretensa análise. Seguia os passos de Jabor. Mas estava nas sombras e foi agora catapultado para os programas de maior visibilidade, pois a Globo depois de usar exaustivamente alguns “comentaristas” que se tornaram a cara do Golpe e do anti petismo, os deixa agora nas sombras e traz faces novas ( não tão novas assim), que começam a fazer o desembarque do governo de Bolsonaro. Um desembarque lento, pois o plano do golpismo, com suas reformas e decretos medidas provisórias, e principalmente privatizações e desmonte do estado, ainda não terminou. Mas como Mirian Leitão , Magnolli agora começará a ser aquela cabeça critica e imparcial que continua metendo o pau no PT, mas agora é garantista. Mas nada disto fará dele um comentarista ou analista político e ou de assuntos internacionais. Será como todos que o ladeiam apenas um ator que repete o seu texto escrito por alguém. Um garoto propaganda.

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome