Maia sugere juntar “Doria, Huck, Ciro, PSB” e “até o PT” no centro para 2022

"Eu poderia coordenar essa articulação. O grande desafio desse campo de centro é o denominador da agenda econômica", diz

Jornal GGN – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), disse em entrevista veiculada pelo Estadão neste sábado (12) que tem interesse em ser ministro de um governo que ele ajude a construir em 2022. Para isso, ele aposta numa ampla aliança ao centro, que reuniria PSDB, PDT, PSB e “até o PT”, se o partido de Lula assim quiser.

“Temos que juntar o Doria, o Huck, o Ciro Gomes, o PSB do Paulo Câmara, do Renato Casagrande. Todos os partidos que queiram estar aqui nesse campo de centro. Até o PT”, disse Maia.

“Eu poderia coordenar essa articulação. O grande desafio desse campo de centro é o denominador da agenda econômica. Se a gente conseguir construir um denominador, a gente consegue fazer uma candidatura de centro que eu acho que vai mudar o Brasil”, declarou o deputado.

Maia ainda defendeu que o centro “não é um ponto entre a direita e esquerda. É um ambiente diferente, onde você tenta trazer pra política uma nova composição, uma nova realidade, onde segmentos que conversam pouco tenham a capacidade de construir em conjunto esse país que a gente espera.”

A declaração de Maia, puxando o PT para as articulações de centro com vistas a 2022, é uma mudança em relação ao discurso de fevereiro de 2020. Naquele mês, ele imaginou uma aliança de centro para evitar que o segundo turno da próxima eleição presidencial se dê entre Jair Bolsonaro e o candidato do PT.

“Se ninguém tiver capacidade de unificar o centro, significa que o centro estará fora do segundo turno. Isso serve pro Doria, pro Luciano Huck, pro Ciro Gomes, serve para todos que estão nesse campo aqui de centro-esquerda até centro-direita, no meu ponto de vista. Se não unificar isso aqui, vai dar certamente Bolsonaro de um lado e o candidato do Lula do outro”, disse à época.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora