Molon diz que vai acionar Justiça contra ameaça do general Heleno

"Vamos representar contra o General Heleno por crime comum, com base na Lei de Segurança Nacional, e por crime de responsabilidade", afirma o deputado

Brasília - Entrevista do deputado, Alessandro Molon da Rede, na Câmara dos Deputados. (Antônio Cruz/Agência Brasil)

Jornal GGN – O deputado federal Alessandro Molon (PSB) afirmou nesta sexta (22) que vai acionar o general Augusto Heleno na Justiça por crime comum, depois que o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional publicou uma nota ameaçando o Supremo Tribunal Federal por causa de um pedido de busca e apreensão no celular de Jair Bolsonaro. O pedido ainda será analisado pela Procuradoria-Geral da República.

“Vamos representar contra o General Heleno por crime comum, com base na Lei de Segurança Nacional, e por crime de responsabilidade. A nossa democracia não pode se curvar neste momento, sob o risco de cruzarmos a última barreira que nos distingue de um regime totalitário. Basta”, escreveu Molon.

General Heleno faz ameaça velada ao STF após pedido de apreensão do celular de Bolsonaro

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Clipping do dia

4 comentários

  1. Molon que me desculpe mas eu também acho que terá consequencias imprevisiveis.

    Por acaso alguem consegue predizer algo no Brasil com duração maior que 1 minuto?

    Não é de hoje que o STF é o epicentro de toda a insegurança jurídica do País. Agora a insegurança está descambando para a Institucional.

    Lembro do episódio do Impeachment da Dilma quando o STF se intrometeu no Regimento Interno do Congresso e quase gerou uma crise Institucional

    Ou quando o Presidente do Senado Renan Calheiros peitou o STF e se recusou a receber o oficial de Justiça e se afastar do cargo por liminar do Min. Marco Aurélio de Melo. Outra crise Institucional.

    Agora com o Presidente.

    Complicado.

    O STF com suas decisões monocráticas está demolindo, pouco a pouco o país.

    • Quando o $érgio Moro vazou as conversas da Dilma Rousseff e afirmou que “a democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras”, ninguém previu consequências imprevisíveis.

      Esse é o país da indignação seletiva, o país dos dois pesos e das 2 medidas. Um país de ratos.

      Hipócritas

  2. Ora, se o Generito Heleno não tem bola de cristal para PREVER nem olhos para VER, debaixo do seu nariz, o carregamento de 40 kg de cocaína no avisado presidencial, como ele teria a perspicácia de PREVER as consequências da busca e apreensão do celular do DESPREPARADO que ocupa a cadeira presidencial?

    Deve ter muita merda no celular do Gojoba

  3. “Acionar a justiça” é a política dos covardes. Tá bom deputado valentão, vai jogar o pepino na mão de um desses juízes brasileiros (todo mundo sabe como são os juízes brasileiros).

    Liderar um movimento político, isso o deputado não faz. Juntar a oposição, levantar o Fora Bolsonaro, incitar a população a derrubar o governo. Nada disso. Ele vai “acionar a justiça”.

    Que bundão. E demagogo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome