Moro apagava mensagens e só entregou últimos 15 dias à Polícia Federal

Relatos dão conta de que as mensagens de celular não trazem grandes novidades além do que Moro já divulgou até agora

Jornal GGN – Relatos do jornal O Globo desta segunda (4) indicam que não há muitas novidades no conteúdo do celular de Sergio Moro que foi entregue à Polícia Federal durante depoimento dado no sábado (2). O ex-ministro da Justiça foi ouvido no âmbito do inquérito que apura acusação de interferência política de Jair Bolsonaro na PF.

Segundo o jornal, Moro, com medo de novos ataques de hackers, tinha o hábito de apagar mensagens de WhatsApp. Entregou à PF apenas os últimos 15 dias de conversas com Bolsonaro e políticos governistas.

O jornal afirma que numa análise preliminar, a PF “detectou que não havia informações relevantes para o inquérito dentre as conversas mantidas por Moro com ministros e integrantes do governo federal, por isso esses diálogos não foram copiados.”

A PF teria copiado a íntegra da conversa com Carla Zambelli, que já foi divulgada na imprensa pelo próprio ministro. Nela, a deputada bolsonarista tenta negociar indicação ao Supremo Tribunal Federal para acalmar os ânimos com Moro, às véspera dele decidir abandonar o governo.

Além do caso Zambelli, a PF extraiu mensagens de Bolsonaro indicando que queria trocar o comando da Superintendência da PF em Pernambuco e no Rio de Janeiro, além de manifestar preocupação com inquéritos no STF.

Moro indicou como possíveis testemunhas o ex-diretor-geral da PF Maurício Valeixo e os ministros da ala militar – Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) – que teriam presenciado reuniões em que Bolsonaro pressionava o ex-ministro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  NYT: A outra maneira que Covid matará, a fome

8 comentários

  1. Queríamos que os dois perdessem, mas não deu muito certo. Claro, houve alguma perda para os dois, já que se dividiram e parece que não haverá reconciliação, mas com a fragilidade das provas(segundo as informações) quem se fortalecerá é Bolsonaro, e Moro vai descer a ladeira.

    12
  2. Mais que previsível isso. O marreco arregou e não deixou que vissem a sua própria podridão, além disso, entre amigos da PF, tudo pode ter acontecido.
    Só queria holofotes, para ressuscitar.
    Fora falsário, verdadeiro autor do golpe que nos colocou nessa enrascada.

    13
  3. Tudo indica que Moro terá seus dias de Lula…
    o que me fará lembrar que ao lado dos inocentes que já arderam neste tipo de fogueira sempre existiu um espaço reservado para quem a acendeu

    10
  4. Não lhe daría muita credibilidade a essas informações.
    Vindo do Globo ,e tratando-se do Moro,nada é confiável.
    Não parece muito coerente com a equipe que cuida da carreira do criminoso moro ,um tiro desses ,com pólvora molhada.
    Aguardemos,é o que aconselha a prudência.

  5. As testemunhas arroladas por Moro, são todos militares, logo são cúmplices do papai metralha, que quer acobertar os metralhinhas…isto é incrível!
    Pode isso Arnaldo???

  6. so estamos nessa situacao, por conta que 80% da imprensa, ajudou a acontecer tudo isso, inclusive a rede globo, ai agora pedem respeito, da pra acreditar, uso da frase da miriam leitao, por que nao se faz uma alto critica ? ja esta na hora imprensa brasileira.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome