No vídeo que Bolsonaro esconde, Weintraub xingou STF de “filhos da puta”

STF demandou a entrega do vídeo no âmbito do inquérito instaurado para apurar eventual crime de Bolsonaro nas interferências feitas na PF

Educação, Abraham Bragança de Vasconcellos, Posse

Jornal GGN – No vídeo de reunião ministerial que Jair Bolsonaro não quer apresentar na íntegra ao Supremo Tribunal Federal, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, aparece xingando os ministros da Corte. Segundo informações de Thais Oyama, do UOL, ele teria dito que o STF é “comporto por onze filhos da puta”.

“Um deles [Celso de Mello, o decano] é o destinatário do vídeo. E ainda pode compartilhar com os outros dez o comentário ‘sensível’ do ministro”, apontou a jornalista.

O STF demandou a entrega do vídeo no âmbito do inquérito instaurado para apurar eventual crime de Bolsonaro nas interferências feitas na Polícia Federal.

O ex-juiz Sergio Moro afirmou que a reunião gravada mostra Bolsonaro ameaçando demiti-lo, na frente de outros ministros, caso ele não aceitasse a saída de Maurício Valeixo do comando da PF e trocas nas superintendências estaduais, especialmente a do Rio de Janeiro.

Bolsonaro pediu para entregar apenas uma parte da reunião gravada ao STF, alegando que o resto é privado.

O GGN PREPARA UMA SÉRIE DE REPORTAGENS ESPECIAIS E UM VÍDEO SOBRE A TRAJETÓRIA DE SERGIO MORO. SAIBA COMO APOIAR O PROJETO AQUI.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora