Novo aliado de Bolsonaro é denunciado no PGR por corrupção

Arthur Lira (PP-AL) é acusado de receber R$ 1,6 milhão em propinas; deputado é um dos principais parlamentares do centrão

Acusado de corrupção passiva, Arthur Lira (PP-AL) é apontado como líder informal do governo e novo aliado de Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução

Jornal GGN – A Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou uma denúncia contra o deputado federal Arthur Lira (PP-AL), sob acusação de corrupção passiva. Lira teria recebido R$ 1,6 milhão em propinas pagas empreiteira Queiroz Galvão.

Em troca desse pagamento, o partido manteria o apoio à manutenção de Paulo Roberto Costa na diretoria da Petrobras. A denúncia também envolve doleiros e executivo da empreiteira, acusados de lavagem de dinheiro.

De acordo com informações do jornal O Globo, o caso envolvendo Lira surgiu no início da Operação Lava-Jato, por conta da delação premiada do doleiro Alberto Yousseff. A denúncia contra o deputado é assinada pela subprocurador-geral da República Lindôra Maria Araújo, coordenadora da Lava-Jato na PGR.

Novo aliado do presidente Jair Bolsonaro, Arthur Lira é apontado como um dos principais parlamentares do centrão e, atualmente, considerado uma espécie de “líder informal” do governo dentro do Congresso – Lira foi um dos articuladores da indicação de um nome do centrão para o comando do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com um orçamento de R$ 54 bilhões.

Arthur Lira também é réu em outros dois casos relacionados à Lava-Jato: ele é réu em um processo por corrupção passiva, sob acusação de ter recebido dinheiro do então presidente da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU). O outro processo está ligado à acusação de integrar o chamado “quadrilhão do PP”, junto com os deputados Eduardo da Fonte (PP-PE) e Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e o senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente da legenda.

 

Leia Também
Funcionários acusam Joice Hasselmann de criar perfis falsos para ataques nas redes
Congresso abre mão de controle de parte do Orçamento
GGN prepara dossiê sobre trajetória de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora