Pandemia abriu terreno para corrupção, diz OCDE

Em entrevista, chefe de grupo antisuborno diz que covid-19 criou um quadro tão fértil que, sem acompanhamento, resoluções podem levar anos

MARCELLO CASAL JR / AGÊNCIA BRASIL

Jornal GGN – A necessidade dos governos em lidar com a pandemia de covid-19 abriu a porta para que situações de corrupção aconteçam mundo afora, e falta de acompanhamento na fiscalização pode agravar o problema.

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, o chefe do grupo antisuborno internacional da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), Drago Kos, disse que tais preocupações não se limitam ao Brasil, uma vez que o combate global à pandemia foi caracterizado pela busca de material médico e equipamento de proteção da forma mais rápida e mais fácil.

Desta forma, segundo Drago Kos, se abriu um terreno considerável para casos de corrupção em todos os países e, caso não tenha ocorrido um acompanhamento com respostas preventivas, tudo indica que esses casos de corrupção serão alvo de acompanhamento por anos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome