Polícia descarta motivação política no assassinato de advogado que moveu ação contra Sergio Moro

Delegada diz que após oitivas descartou crime político, mas não informou a nova linha de investigação

Jornal GGN – O advogado Igor Martinho Kalluf, 40, e seu amigo, Henrique Mendes Neto, 38, foram assassinados na noite de quinta (11), em uma loja de conveniência no centro de Curutiba. Igor, que deixa 2 filhos e esposa, já chegou a mover uma ação contra o ex-juiz Sergio Moro.

Segundo informações do UOL, o caso está sendo investigado pela Polícia Civil do Paraná, que prendeu na manhã de sexta (12) um dos suspeitos de um duplo assassinato. A hipótese de crime por questões políticas foi usada no começo da apuração mas, de acordo com a delegada do caso, já foi descartada.

“Inicialmente, essa foi uma das linhas investigativas nas primeiras horas, porém com o decorrer das oitivas das pessoas e demais elementos, como troca de mensagens de celular, temos a certeza de que não tem nada a ver com isso”, disse a delegada Tathiana Guzella.

O GGN PREPARA UM DOSSIÊ SOBRE O PASSADO DE SERGIO MORO. SAIBA MAIS AQUI.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome