PSDB perdeu o maior número de prefeituras comparado a 2016

DEM é o partido que mais ganhou prefeitos em relação a 2016, enquanto o MDB é o que tem mais prefeituras em todo o País

Jornal GGN – O PSDB é o partido que, proporcionalmente, mais perdeu prefeituras na eleição 2020, em comparação com o resultado de 2016. Quatro anos atrás, os tucanos elegeram 805 prefeitos. Neste ano, perderam 285 prefeituras, ficando com 520 prefeitos eleitos para o próximo mandato.

Mesmo com a queda expressiva, o PSDB é o quarto maior detentor de prefeituras no Brasil. Em primeiro lugar está o MDB, que elegeu 784 prefeitos em 2020 (mas perdeu 265 em relação a 2016).

Em segundo lugar na lista de partidos com mais prefeituras aparece o PP, que fez 685 prefeitos em 2020 (ganhou 187 cidades em relação a quatro anos atrás). Em terceiro lugar no ranking, o PSD, com 654 prefeituras no total (114 a mais em relação a 2016).

O DEM, partido que mais ganhou prefeituras em relação a 2016, está em quinto lugar na lista de partidos com mais prefeitos eleitos. Neste ano, a legenda conseguiu 191 a mais que em relação a 2016, totalizando 463 prefeitos para o mandato que começa em 2021.

O PT ocupa o 11º lugar na lista de partidos com mais prefeituras, com 183 mandatários eleitos em 2020. A legenda perdeu 74 prefeituras em relação a 2016, quando sofreu um baque forte em virtude da Lava Jato, elegendo 257 prefeitos. O PT não fez nenhuma prefeitura na capital.

O PDT fez em 2020 314 prefeituras, 20 a menos do que em 2016. O PSB perdeu 157 prefeituras em relação a 2016, ficando com 252 prefeitos eleitos. O PSOL elegeu 5 prefeitos, ante 2 em 2016. A Rede perdeu uma prefeitura e está com 5. O PCdoB caiu de 82 prefeituras em 2016 para 46 em 2020.

Depois do DEM, os partidos que mais cresceram em relação a 2016 foram o PP (mais 187 prefeitos) e o Republicanos, que dobrou o número de prefeituras: tinha 106 em 2016 e agora tem 211.

Leia também:  Porto Alegre – Eleições

O PSL, antigo partido de Jair Bolsonaro, elegeu 90 prefeitos, ante 30 em 2016.

Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome