Queiroz depositou 21 cheques para Michelle Bolsonaro, no total de R$ 72 mil

Revelação contraria a versão de Jair Bolsonaro sobre o cheque de R$ 24 mil ter sido único, e referente a um empréstimo

Jornal GGN – Fabrício Queiroz, investigado por desviar verba do gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia do Rio de Janeiro, depositou, ao longo de 2011 e 2016, 21 cheques na conta da primeira-dama da República, Michelle Bolsonaro. Os valores somam R$ 72 mil.

A informação, revelada pela revista Crusoé – que teve acesso à queda de sigilo bancário de Queiroz – desmonta a defesa de Jair Bolsonaro, que afirmou à imprensa que Queiroz só depositou um cheque em favor de sua esposa: o de R$ 24 mil, revelado em 2018. O presidente afirmou que era referente ao pagamento de um empréstimo no valor de R$ 40 mil.

“Segundo os extratos de Queiroz, Michelle recebeu três cheques do ex-assessor em 2011, todos no valor de R$ 3.000. No ano seguinte, foram mais seis depósitos na mesma quantia. Já em 2013, foram três cheques no mesmo valor. O ano de 2016 é o que concentra a maior movimentação para a primeira-dama, totalizando R$ 36.000 em nove cheques”, resumiu o site UOL nesta sexta (7).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

  1. Mixaria ante tanto rolo familiar…
    pela lógica, ou pelo número de beneficiários, pelo número de encostados nos protegidos da nova antiga política, sem multiplicar o total desviado por no mínimo 5, não poderá haver convívio harmônico.

    Há?

    então, se a justiça não cortar esta mamata pela raiz, vai acabar gerando direitos hereditários garantidos

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome