Ricardo Cappelli: Jogada ousada de Moro mostrou “calibre para enfraquecer Bolsonaro”

"Que tal ser demitido após iniciar uma nova campanha contra políticos corruptos?  Que tal ser expelido por defender a autonomia da PF?"

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O jornalista Ricardo Cappelli assina artigo no Congresso em Foco sobre uma jogada que considerou inteligente, apesar de aparentemente suicida, de Sergio Moro contra o governo Bolsonaro. Na semana passada, o ex-juiz da Lava Jato que tem sido humilhado pelo presidente e ameaçado por CPI e Vaza Jato, sacou uma operação da Polícia Federal contra o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra.

Logo de cara, o bolsonarismo e o lavajatismo entraram em guerra nas redes. De outro lado, Moro deixou Bolsonaro numa saia justa. Setores da imprensa alinhados com o governo tiveram de rebolar para explicar como o candidato eleito presidente com o discurso “anti-sistema” entregou a liderança de seu governo para um ex-ministro de Dilma Rousseff, a quem ofende sempre que tem a oportunidade?

Certo é que Moro, alvejado de todos os lados e com a estabilidade do cargo questionada, partiu para o contra-ataque. “Desgastado pela Lava Toga e humilhado pelo Capitão, o ministro da Justiça se pintou para a guerra. Ao roubar a bandeira anti-sistema para si, dobrou a aposta e mandou o Bolsonarismo para o divã”, anotou Cappelli.

“Que tal ser demitido após iniciar uma nova campanha contra políticos corruptos?  Que tal ser expelido por defender a autonomia da PF? (…) Moro botou sua cabeça na guilhotina e implorou ao Capitão pela ordem ao carrasco. Seria sua glória, uma espécie de nova santificação do líder da República de Curitiba”, destacou.

Ousada, a jogada de Moro “fez o bolsonarismo entrar em parafuso. Olavo de Carvalho,  percebendo a confusão causada pela perda da bandeira, fez um chamado por apoio cego e acrítico.”

Leia também:  Clipping do dia

“É cedo ainda para afirmar qual será o desfecho. O Marechal da Lava Jato e o Capitão fecharão um acordo? Seguirão na escalada de ameaças apostando no rompimento?”, indagou o jornalista.

Por hora, basta perceber que Moro é “cada vez mais candidato. Tem calibre para enfraquecer Bolsonaro e embaralhar o jogo na oposição.”

 

O GGN prepara uma série inédita de vídeos sobre a interferência dos Estados Unidos na Lava Jato e a indústria do compliance. Quer apoiar o projeto? Saiba como em www.catarse.me/LavaJatoLadoB

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

16 comentários

  1. Jogada ousada? Concordo, mas qual será o resultado dela? E se senadores queimarem o pé e de nada valer o esforço do tal lider do governo para aprovar a reforma da previdência? quem vai pagar essa conta para o deus mercado? E se tudo não passou só de um jogo de cena e a PF vai fingir que está agindo mas no fundo nada acontecerá para o lider? Até que ponto não vão dizer que tudo não passou de jogo de cena com o qual o safado da injustiça só mediu forças com o boçal, fazendo parecer que reativara sua luta contra a corrupção? Claro que isso pode enganar os idiotas de sempre que na verdade ainda o endeusam…mas com a merda em que virou a economia e o país, deve ser menor o número idiotas. E sempre tem um vazamento à espreita por aí….pois quem tem bunda suja fede e é o caso do safado.

    10
  2. Como é fácil falar de Moro. Dá ibope. Que tal falar do poder político e econômico infestado de corruptos e corruptores em todo o país?

    3
    16
    • Mas o conteúdo deste artigo é exatamente isto. Dois grandes bandidos corruptos elevados ao poder brasileiro por uma rede jurídica, midiática e econômica corrupta. O bandidos moro, agora totalmente provado pela Vaza a Jato, já nem mais finge desconhecer sua podridão, mas corre atrás da injustificada ilegalidade da obtenção do material, já que ele mesmo a defendeu arduamente a legalidade do material obtido dizendo que toda gravidade dos poderes da república deveria ser exposta independente da fonte. O bolsonaro nem precisdo explicar! Então por que está reclamando?

  3. Será que o boçal não vai se lembrar de que alguém mandou matar Teori e o grande beneficiado foi um cafajeste maringaense curitibano?Afinal, Teori houvera lhe dado puxãode orelhas público e ele, o cafajeste, pediu desculpas pelo seu crime de gravar e vazar ilegalmente fala da presidenta da república. E daíque o marréco não poderia levar novo puxão de orelhas pois isso seria o mesmo que ser afastado da lava jato…..e para continuar delinquindo, como e´é de seu estilo, denunciado até pela Interpol…o cafajeste teve a “sorte” de mandarem o teori conhecer o capetamais cedo…..sorte hein!!! e os idiotas acreditam que foi acidente……mas vai que alguém resolve investigar a sério e descobre o dedo sujo do cafajeste……..e o bobóca aí que o o defende terá chance de visitá-lo na cadeia…e olha de não demora hein…….

  4. Também pensava que Eduardo Cunha nunca cairia. Caiu e foi preso. Hora ou outra Moro terá de responder por tais atos. O que faz com o equipamento público é grave demais estando certo ou errado.

  5. kkkkkkk……se arrependimento matasse bolsonaro estava morto….agora ele viu o quanto moro e venenoso….e ambicioso…nao vai largar o osso do poder sem fazer estrago no governo bolsonaro….sofre bolsonaro

  6. Resultado? Reunião a portas fechadas com o Coiso e permanência do indicado por Moro na presidência da PF. Simples assim.

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome