As forças armadas devem assumir a sua responsabilidade, por Rogério Maestri

O comando das forças armadas ficou sentido e abalado com a sincera e honesta declaração do ministro Gilmar Mendes

As forças armadas devem assumir a sua responsabilidade

por Rogério Maestri

O ministro Gilmar Mendes disse claramente em declaração pública, que as forças armadas não devem brincar de apoiar o atual ocupante da cadeira da presidência da república, colocando no posto do ministério da saúde alguém que não entende nada de medicina, infectologia e gestão pública na luta contra uma epidemia que já matou mais de 70.000 brasileiros.

 

Segundo projeções do Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME) (https://covid19.healthdata.org/brazil) que faz as previsões para o governo Norte-americano e para tanto simula diversos cenários eles não são nada otimistas. Nos cenários projetados por esse instituto para 1º de novembro de 2020 há valores que variam entre 152.000 mortos e 510.000 mortos, sendo que esse último valor corresponde a uma projeção pessimista de um cenário que poderá ocorrer se tudo ficar como está sendo gerenciado. Nesse cenário de imobilismo do governo federal e exaustão dos governos estaduais e municipais os limites são entre 297.000 mortos (projeção otimista) e os citados 510.000 mortos (projeção pessimista), ou seja, ou 120.000 ou 440.000 mais mortos (isso até o fim do mês de outubro).

O comando das forças armadas ficou sentido e abalado com a sincera e honesta declaração do ministro Gilmar Mendes, que disse que isso seria um genocídio e que não é função das forças armadas ocupar cargos que não tem a competência para ocupar nesse momento dramático da Nação.

Não adianta ficarem sentidos ou indignados porque simplesmente o futuro bem próximo mostrará que ou a ciência começa a ser respeitada ou teremos uma tragédia.

Leia também:  França prevê "retomada descontrolada da epidemia", diz conselho

Talvez a forças armadas brasileiras devessem nesse momento seguir o exemplo do 20º Cirurgião Geral dos Estados Unidos, o vice-almirante Jerome Adams do Corpo de Comissionados do Serviço de Saúde Pública dos EUA. Este militar está frontalmente discordando do seu, o Presidente Trump e está se posicionando como um profissional responsável e não procurando garantir o seu posto. Ou seja, se as forças armadas brasileiras tem tanta admiração as forças armadas norte-americanas que copiem dessa o que deve ser feito e não fiquem com melindres e encarem a verdade, que colocaram no cargo de ministro da saúde alguém que não entende nada do assunto e com isso vão virar GENOCIDAS, ou acham que 350 mil mortes de brasileiros não valem os cargos que ocupam.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

11 comentários

  1. As FA fazem o q sempre fizeram, ou seja, nada. Procuram ocupar lugares de poder sem ter competência para tanto. E, quando isso é apontado ficam birrentas como crianças mimadas a quem não se da o que deseja. O que eles possuem de sobra é um ego imenso.

    23
  2. Não sei de onde tiraram o mito de que militar é mais competente que civil só por ser militar. Vide Bolsonaro, um mau militar, segundo Geisel, um deputado medíocre, um presidente pior ainda.

  3. Forças Armadas e nada, dá no mesmo…
    ao invés de combaterem o vírus, combate quem reclama da sua inexperiência nestas áreas, saúde e preservação ambiental

    10
  4. Estão dando palanque a Gilmar Mendes?! O desespero esquerdopata não pode mais ser contido. É cômico na tragédia que criaram em 90 anos de NecroPolítica replicada durante 4 décadas de farsante Redemocracia. É sério que daremos ouvidos a Gilmar Mendes? Pobre país rico. O que certas Elites Fascistas ajudaram a criar neste Caudilhismo QuintoMundista, destruindo a Nação de Tarsila, Machado, Nilo Peçanha, Emílio Ribas, Castro Alves, Santos Dumont, Mario de Andrade,…Mas de muito fácil explicação

      • Critiquei e o fiz diretamente. Estão dando palanque ao ‘Chefe dos Jagunços’, segundo Joaquim Barbosa. O que não é possível são Matérias mostrando os Crimes cometidos por esta Elite do Poder e depois querer avalizar as opiniões destes párias. Que Estado continuaremos a construir com tais Figuras? É este o caminho a ser trilhado depois de 90 anos de NecroPolítica replicados em 4 décadas de farsante Redemocracia? Dar ouvidos a Gilmar Mendes? E depois? Voltar a ouvir José Serra? Trazer de volta Pallocci? Ou Genoíno? Perseguir os caminhos e convicções de FHC? Vocês é que precisam se decidir. Querem embasar seus argumentos tendo isto como apoio? Gilmar Mendes?! Deve ser brincadeira. E de mal gosto.

  5. Bela matéria rogéria… quanto que os milicos maçons pagaram?

    PARA LIVRARMO-NOS DESSE MILICOS MAÇONS E SEUS LAMBES-SACO, TEREMOS QUE REZAR MUITO PEDINDO A DEUS QUE ALGO ACONTEÇA ENTRE ELES PARA QUE IMPLODAM POIS OS QUE PODERIAM ESTAR FAZENDO ALGUMA COISA PARA COMBATÊ-LOS JÁ PASSARAM PARA O LADO DELES…. PQP!!!!!!

    3
    1
  6. Pois é meus caros a verdade incomoda muita gente quando vem a tona ainda mais por u jurista do tribunal federal…

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome