Ligando os pontos, por Florestan Fernandes Jr

Sugestão de Josias Pires

Ligando os pontos

por Florestan Fernandes Jr

em sua página no Facebook

Em 2007 a Petrobras descobre campos enormes de petróleo em águas ultra-profundas do nosso litoral. Uma reserva de mais de 80 bilhões de barris de petróleo. 

Um ano depois, em janeiro de 2008 foram roubados 4 laptops e 2 HDS com informações sigilosas da bacia de Santos. Dados de 30 anos de pesquisas da Petrobras no valor estimado de 2 bilhões de dólares. 

Em 30 de outubro de 2009, o WikiLeaks uma organização transnacional com sede na Suécia publica em sua página informações “vazadas” de governos e empresas assuntos estratégicos de interesse público. No documento, o nome do juiz Sérgio Moro é citado como participante de uma conferência promovida pelo programa Bridges Project (“Projeto Pontes”), vinculado ao Departamento de Estado Norte-Americano, cujo objetivo era “consolidar o treinamento bilateral [entre Estados Unidos e Brasil] para aplicação da lei”.

Em 2013, uma semana após notícias de que a presidente do Brasil, Dilma Rousseff foi espionada pela CIA, o ex-consultor da agência de inteligência americana Edward Snowden indicou que os EUA espionavam também a Petrobras. Em junho de 2013 a “Operação Lava Jato” tem início com o monitoramento das conversas de doleiros no Paraná. Em março de 2014 é deflagrada a primeira fase ofensiva da operação que iria derrubar a presidente da República, paralisar a Petrobras, a economia do país e, sucatear os estaleiros responsáveis pela construção de plataformas e as fabricas de sondas de perfuração. Tudo com a cobertura massificante dos nossos meios de comunicação.

Lá se vão 4 anos de uma lavagem que levou para o ralo, milhões de empregos, milhares de empresas públicas e privadas e quase todos os avanços sociais e econômicos. O “novo” velho governo já extingui uma reserva ambiental em território de quase quatro milhões de hectares para atividades privadas de mineração. Anunciou a venda da gigante de energia elétrica Eletrobras, da Casa da Moeda e pasmem, vai oferecer ao mercado em leilões que pretende realizar a partir de 2018 campos de óleo e gás da Petrobrás.

Ao todo, 21 áreas, com descobertas de petróleo e gás serão liberadas para petroleiras internacionais. Parte destes poços estão localizados nas três bacias produtoras mais nobres da empresa brasileira – Campos, Santos e Espírito Santo. Nesta quarta-feira 6, o ex-ministro Antonio Palocci afirmou em seu depoimento ao juiz Sergio Moro que a descoberta do pré-sal fez mal para o Brasil. Como o pre sal, responsável por mais da metade da produção brasileira poderia fazer mal ao país? A afirmação é um claro sinal de submissão aos interesses estratégicos das forças que patrocinam a venda da empresa brasileira. Para que o Brasil permaneça de joelhos é necessário agora impedir a chegada ao poder de grupos desenvolvimentistas comprometidos com a defesa das nossas riquezas. Por isso a eleição de 2018 é incerta e temerosa. Como disse está semana o ex-ministro Bresser Pereira: “O Brasil está se condenando a ser uma economia de propriedade dos países ricos. E nós seremos todos empregados”.

16 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

André élebê

- 2018-02-06 00:56:38

  Vossa palermência por acaso

  Vossa palermência por acaso sabe que existem MILHARES de utilizações para o petróleo ou acha que a matéria-prima só serve para movimentar seu possante a ser pago em 60 parcelas com juros embutidos?

Serjão

- 2017-09-12 07:05:57

Sim

Sorry, you have been blocked

 

 

Vixe

- 2017-09-12 04:28:49

Oh CABEÇÃO...

Petroleo não se resume só a "energia".

Petróleo é materia prima de produtos que vão desde os combustíveis, passando pelos alimentos, mediacamentos, quimica fina, vestuário e uma gama enorme de outros produtos que são fabricads a partir do "ouro negro".

Essa conversinha de "energia alternativa" é só pra enganar inacutos mal informados...

Marcos Oliveira

- 2017-09-12 03:45:01

Outros tempos

O petróleo é e será cada vez menos importante como commodity mundial. Todos os dias, novas notícias apontam para um futuro de geração de energia elétrica por fontes renováveis, e uso decrescente do petróleo - as mais recentes: 1. Na Inglaterra, construir parques eólicos offshore já é mais barato (em termos do custo da energia gerada) do que novas usinas nucleares. 2. A China é o último país a anunciar o banimento dos carros a gasolina e a diesel nas próximas décadas. E vocês continuam com esse mimimi? Que o petróleo brasileiro seja explorado, não interessa por quem, desde que devidamente taxado - e que essas receitas sejam revertidas para educação, ciência, tecnologia e inovação, a única chance do Brasil realmente se tornar um país desenvolvido. Porque o caminho de virar uma "Noruega dos trópicos" não vai rolar, simplesmente porque a indústria de combustíveis fósseis tende a entrar em franca decadência nos próximos anos. E isso não tem nada a ver com espionagem, Lava Jato, golpe ou qualquer outro delírio de quem ainda vive nos 70...

emerson57

- 2017-09-11 23:24:37

receita do bolo

"Bote o que quiser nas mãos dos governos de esquerda, e o que se vê é sempre a mesma coisa; mentira, corrupção, riqueza pra muito poucos, e meséria pra milhões." 

Tipo governo temer, esse esquerdista fanático, estatizante e populista!

Mas, sr. Olavo, eu gostaria de ouvir V. sapiência sobre qual caminho a seguir a partir deste ponto. O senhor já definiu o que não presta, que tal nos indicar o caminho virtuoso? 

Ronaldo Siqueira

- 2017-09-11 22:38:47

Petróleo é uma indústria em

Petróleo é uma indústria em declínio.

O mundo inteiro está migrando para energias renováveis e limpas que ficam cada dia mais baratas.

A neurose de que um dia o petróleo iria acabar em 50 anos desapareceu.

Como o petróleo do pre sal do brasil, a costa africana também tem pre sal, a Venezuela tem as maiores reservas de petróleo terrestres do planeta, os EUA e Canadá tem reservas de xisto que durarão séculos.

Dentro de mais alguns anos todos os carros serão elétricos. Carros hibridos já fazem 30Km/l.

Carros inteiramente elétricos usarão a eletricidade produzida por usinas eólicas. A indústria do petróleo se resumirá a combustível para aviões e matéria prima para plásticos.

Petrolíferas não são mais as maiores empresas do planeta.

Parem de ficar repetindo que os EUA querem roubar o pre sal do Brasil como um disco riscado.

No primeiro mandato do Lula ele saía pro mundo vendendo bio alcool, bio diesel e energias alternativas. Foi só descobrir o pré sal que ele virou um sheik árabe com pensamento fixo.

Desapega.

 

 

Ze Guimarães

- 2017-09-11 22:34:24

Lula foi usado

Os EUA só deixaram Lula permanecer no poder tanto tempo, porque sabiam que ele estava procurando mapear o pre sal. Lula imaginava que o pre sal iria ser utilizado para o bem do povo brasileiro, em sua ingenuidade nunca pensou que os EUA iriam saquear tudo, logo após o mapeamento estivesse feito. 

Agora que Lula ingenuamente fez o que os EUA queriam, receberá a paga pelos serviços terminando seus dias na cadeia. 

 

ze sergio

- 2017-09-11 22:33:53

ligando....

Temer, do Movimento Democrático Brasileiro, do Poder Judiciário, da OAB fazia o papel das ideologias socializantes e esquerdistas sim. Temer de meio século. O Temer não surgiu agora. E toda a sua história? Lobo ou rato em pele de cordeiro. Os iludidos não estão felizes com o que receberam? Realmente iludidos. A Esquerdopatia sempre foi contra a Industrialização, o Capital e Comércio como saída, contra o Nacionalismo. Agora irão levantar estas bandeiras? A Esquerdopatia é tudo isto de 40 anos de (Re)democratização e Constituição Cidadã. Não se salva ninguém. Nem Palocci, Dedo-Duro. Nem Vacarezza mancomunado com Kassab. Nem Marta com Temer Golpista. Ou outras centenas de exemplos. Agora deixaram de ser Esquerda? Quem produziu este país a partir de 1980 e vendeu tudo em privatizações nestes 40 anos? Assumam pelo menos suas responsabilidades. A mediocridade de 2017 é resultado de 4 décadas de mediocres.     

martos venicio

- 2017-09-11 22:01:54

bláblá coxinhês.

bláblá coxinhês.

destruidor

- 2017-09-11 21:38:58

Os E.U.A sempre foram sedentos por petróleo.

Risos, só estudar um pouco de História para saber que os E.U.A são sedentos por petróleo, como no caso do Iraque. Isso sem falar que na décasa de 50 derrubaram o Mohamad Mossadag do Irã só porque nacionalizou o petróelo. Só ver esse depoimento de John Perkins  que foi um ASSASSINO ECONÔMICO dos E.U.A 

https://www.youtube.com/watch?v=vO8vPa_H71g

 

jose carlos vieira

- 2017-09-11 21:35:19

militares

depende de que nação.

Olavo Cardoso Jr

- 2017-09-11 20:44:16

Ligando os pontos, por Florestan Fernandes Jr

A esquerda sempre com o mesmo blablablá de sempre. Apresenta o mundo capitalista, em especial os americanos, como os grandes ladrões do mundo, especialistas em roubar as riquezas de países de 3o mundo, como o Brasil. Diante dese cenário, a esquerda apresenta-se como a corrente política nacionalista e impoluta, a única capaz de evitar tamanha espoliação das riquezas nacionais. Nem uma coisa nem outra, e esse discurso velhaco não cola mais. Quando uma empresa explora petróleo, por exemplo, ela não o rouba. Ela paga ao país para fazer isso, o que ela executa com seus próprios recurso, correndo os riscos do negócio. Vide Eike Batista e o Grupo X. E é exatamente o que a Petrobras faz. Exatamente. Paga à União pelo petróleo que explora e fica com ele pra fazer o que quiser. Quanto à espoliação, esou convencido que a esqueda quando elege determinaos discursos, busca inspiração na frente do espelho. Bote o que quiser nas mãos dos governos de esquerda, e o que se vê é sempre a mesma coisa; mentira, corrupção, riqueza pra muito poucos, e meséria pra milhões.

 

Policarpo

- 2017-09-11 20:39:09

E o que é que nós estamos

E o que é que nós estamos fazendo aqui navegando na internet?

Estamos esperando o que para ter certeza absoluta de tudo?

 

Pereira Pinto

- 2017-09-11 20:25:26

  Ainda temos generais

 

Ainda temos generais nacionalistas ?

WG

- 2017-09-11 19:46:29

A frase do Bresser Pereira

A frase do Bresser Pereira deveria ser: poucos serão empregados, outros precarizados e muitos desempregados. 

Roberto Monteiro

- 2017-09-11 19:40:53

Não vão faltar os que

não acreditam em teoria da conspiração.

É tudo santinho.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador