Após dois anos, processo contra Erenice Guerra é arquivado

Da Jovem Pan Online

Exclusivo: Justiça arquiva processo contra ex-ministra Erenice Guerra

Em entrevista à JP, o criminalista Mário de Oliveira Filho falou sobre o assunto. Confira!

Publicado Por: Bruna Gavioli

Após dois anos, a Justiça arquivou o processo contra a ex-ministra Erenice Guerra. Sucessora de Dilma Rousseff na Casa Civil, a ex-ministra, que assumiu o cargo em março de 2010, não resistiu às denúncias de tráfico de influência e lobby envolvendo seu filho, Israel Guerra e o deixou em setembro de 2010.

O Tribunal Regional Federal determinou o arquivamento do inquérito por total falta de provas. O juiz da 10ª Vara Federal Vallisney de Souza Oliveira afirmou em sua decisão não haver nenhuma prova contra Erenice Guerra.

Em entrevista à Rádio Jovem, o advogado criminalista Mário de Oliveira Filho (foto) explicou que “depois de dois anos de trâmite do processo chegou-se à conclusão de que as provas que foram exibidas na investigação levaram a conclusão de que a ex-ministra não praticou crime nenhum”. “Eram acusações absolutamente infundadas, sem nenhum lastro de prova real e concreta contra ela”. Ouça a entrevista completa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Saiba onde haverá pesquisa de boca de urna neste domingo (29)

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome