As novas fakenews da Lava Jato e o suicídio continuado da mídia, por Luis Nassif

Em um momento em que a mídia é atacada por todos os lados, em que sua única arma contra as milícias digitais é a recuperação da credibilidade jornalística, a que atribuir esse suicídio continuado?

A brava mídia brasileira é mais sugestionável que o ratinho de Pavlov. Está-se em pleno processo de desnudamento do mais prolongado período de antijornalismo da história, no qual a Lava Jato trazia a mídia pela mão, meramente acenando com a cenoura (ou o queijo) de alguma notícia, de um fakenews ou de uma falsa ênfase.

Há um esforço insano para poupar os jornalistas e veículos que participaram desse espetáculo dantesco de antijornalismo, uma vergonha parada no ar, a espera de uma autocrítica em um ponto qualquer de um futuro distante.

No meio do processo, a Lava Jato saca mais algumas cenouras, e os ratinhos de Pavlov recomeçam a bailar.

Alguns exemplos recentíssimos:

Veja – a revista, que ganhou a parceria do The Intercept para se redimir de todos os pecados passados, que destruiram sua credibilidade, estampa a chamada nas redes sociais: “Proposta de delação de Renato Duque tem prova inédita contra Dilma”.

O pobre do leitor vai atrás e encontra um selfie de Duque com Dilma. É a tal prova inédita da cumplicidade. Dilma foi por anos presidente do Conselho da Petrobras. Tinha pelo menos uma reunião por mês com Duque. Posa para uma foto meiga de Duque. Não há nenhum valor legal, como prova e, em jornalismo sério, nenhum valor jornalístico, a não ser por mera curiosidade na seção de Gente. Pouco importa! Não se preocupam sequer em informar que Duque é um réu que passou anos preso até aceitar delatar. E provavelmente a Lava Jato passou a perna no delator, como faz com Leo Pinheiro. O sujeito entrega a alma – a delaçao preparada pelos procuradores – e a delação não será homologada, por falta absoluta de provas.

O caso Manuela – ao contrário de Deltan Dallagnol, Manuela Dávila entrega seu celular para ser periciado pela Polícia Federal, com os diálogos que manteve com os hackers. Os policiais-repórteres da PF tratam de vazar os diálogos para os repórteres-policiais da mídia, tratando o caso como uma revelação secreta de segredos recônditos. E jornalistas que questionaram o vazamento de informações do Intercept – prática jornalista saudável – se cala com os vazamentos da PF – vazamento efetuado por agente público, portanto prática criminosa.

Leia também:  Maia diz que não irá pautar prisão em 2ª instância antes de o STF decidir

A milésima delação de Palocci – Antonio Palocci, que enriqueceu no exercício do cargo, narra suas peripécias com Andre Esteves, do BTG. E, para atender às demandas da PF, diz que as operações de insider eram negociadas diretamente com Dilma e Lula. Qual a prova? Sua palavra. No mesmo dia, espontaneamente Marcelo Odebrecht, organizador do maior esquema de corrupção da história, dá um depoimento em um inquérito e espontaneamente diz que jamais tratou de propinas ou compensações com Lula e Dilma. A delação de Palocci não passariam nem pelo crivo básico da verossimilhança. Mas tem tratamento de notícia séria.

Em um momento em que a mídia é atacada por todos os lados, em que sua única arma contra as milícias digitais é a recuperação da credibilidade jornalística, a que atribuir esse suicídio continuado?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Resposta: Síndrome do Escorpião. Vai morrer afogada, mas pica assim mesmo. É da sua natureza!

paulo cesar

Não compartilho da visão do Nassif. Essa mídia canalha ainda faz a cabeça da esmagadora maioria. São ignorantes demais para entender as conexões da política. Verdade que as pessoas estão desnorteadas, tendo em vista a discrepância entre a realidade que enfrentam e as ilusões trombeteadas por essa imprensa-lixo. Todavia, estas mesmas pessoas (por excesso de credulidade, ignorância e apatia), são incapazes de identificar o que está errado, como está errado e porque está errado. Não entendem o papel da mídia neste processo de burrificação massiça. Não conseguem perceber que a função da mídia é fazê-las de idiotas o tempo todo. Antes disso: as pessoas acreditam que esta mídia de m**** jamais mentiria e não os trataria como estúpidas completas que são.... É uma coisa inadmissível para elas... Simplesmente não concebem isso... Enquanto a ficha não cai essa gente vai apelando para a intervenção divina e ficam na esperança de que ano que vem tudo vai melhorar...

Marcos K

46 comentários

    • Nassif, esta matéria é contrária à sua ingênua crença que estariam mídia amestrada e $i$tema judi$$ial em lento processo de regeneração e retorno ao Estado Democrático de Direito e às notícias verídicas. As notícias demonstram o contrário, que os golpistas principais, os mesmos, estão afundando cada vez mais os pés na lama e sem nenhum sinal de que de lá pretendam sair.

      19
  1. “Somente os extremamente sábios e os extremamente estúpidos é que não mudam”, dizia Confúcio.

    A que atribuir o suicídio continuado dos jornalecos? À necessidade de se manterem coerentes à narrativa que criaram, ainda que estúpida.

    Vão para a cova, sem confessaram sua estupidez.

    Melhor para o mundo.

    32
    1
  2. Acho que a mídia está agindo do mesmo modo que os nazistas agiram quando puseram em prática, a partir de 1942, a Solução Final, o extermínio em escala industrial de todos os judeus da Europa. Naquele momento, os nazistas se deram conta que perderiam a guerra, pois enfrentavam URSS, EUA e Reino Unido. Então trataram de aniquilar os judeus, a quem o nazismo sempre atribuiu a culpa de toda a derrocada alemã após a primeira guerra. No caso do Brasil, o bode expiatório é Lula/PT. A mídia no Brasil já se deu conta que está em seus últimos suspiros ( os Civvitas foram os primeiros a tombarem ). Estadão Terminal, se fosse aplicado a régua que os Mesquitas usam para a economia , há tempos seria uma peça de museu. O império Globo sabe que pela primeira vez há um presidente da república que fará de tudo para destruí-los ou ao menos enfraquecê-los. Mas antes de tombarem, querem deixar a ideia de que o culpado pela tomada do poder de um presidente psicopata e seus asseclas cheios de ressentimento não foi culpa da mídia, de um judiciário com lado partidário e de uma elite econômica (principalmente os donos de banco) que apoiam qualquer um desde que se garanta a eles a continuação de seus privilégios – mas sim foi culpa exclusivamente do Lula-PT. Essa canalha que toma conta da mídia hoje faz Chatô parecer uma irmã Duce.

    40
    2
  3. O suicídio continuado é explicado pela estória do sapo e do escorpião, prezado Nassif. O lamentável é que o escorpião só morre na estória.

    19
  4. Na Grande Mídia, Nassif, até suicídio (mesmo o próprio), é fake.
    E nada que um velho e bom “desculpa aí, viu?” não resolva, mesmo 50 anos depois.

    10
  5. A mídia porca deste país não tem como agir diferente.Não há a menor possibilidade de uma autocrítica.
    Por que? Simplesmente porque todos aqueles que não foram zumbizados por ela sabem muito bem que não tem ratinho nessa história,só ratão de esgoto. Essa gente não fez mau jornalismo,isso precisa ficar bem claro,e por isso não faz autocrítica. O Que essa gente fez foi participar de um golpe de Estado.
    Como reagiriam os zumbizados se soubessem que foram simples massa de manobra?
    Quanto ao ex-ministro,sem entrar no mérito se enriqueceu ou não,se tem dignidade ou não,é o exemplo mais bem desenhado da tortura imposta pela quadrilha judiciária do Paraná.
    Ele deve ser criticado ,sim, Mas não podemos nos esquecer que pessoas menores tem maior propensão de sucumbir à tortura.

    19
    • Pois é isso! Atribuir culpa ao Antônio Palocci pela ação criminosa de agentes que o envolve equivale a culpar pelo estupro a moça estuprada porque ela estaria usando saia curta. Ao mesmo tempo em que é justo reconhecer o brio e a bravura de Vaccari, Lula, Dirceu e tantos outros que resistiram à tortura, é injusto condenar quem fraqueja diante da ação criminosa de quem se utiliza de poderes de Estado para desmoralizar, quebrar a espinha dorsal moral e submeter quem quer que seja. Criminosos são aqueles que exercitam os poderes que lhes são atribuídos de forma criminosa e corrupta. Ou seja, criminosos são Moro, Digneiroll, Santos Lima, Fux, Barroso, Fachin e tantos outros que constituem a caterva que se vendeu ao deus mercado.

  6. Nassif,
    A grande mídia, com a empresa dos Marinho em destaque, já não tem muito a perder em função da concorrência barra pesada $$$que está chegando sob várias formas, pois mercado de 200 milhões de pessoas ainda inexplorado, somente aqui.
    Tal derrocada está diretamente ligada ao pesado oligopólio do setor durante décadas, que impôs uma reserva de mercado suicida e, daqui pra frente, fará com que todos os partícipes da tal reserva indecente paguem a conta, pois nunca existiu almoço grátis.
    Se a empresa dos Marinho, nesta altura do campeonato, permanecer bancando seus garotos LRBarroso e SMoro, se permanecer ignorando os diálogos vazados pelo Intercept, exatamente os mesmos diálogos pelos quais os tres patetas demonstraram interesse, se permanecer tratando o seu público como idiota da cabeça aos pés, por exemplo quando não menciona a homenagem concedida a lulalá em Paris, se a referida empresa tem notícia da queda de leitores e de espectadores e mantém a mesma postura de sempre, nariz em pé, imagino que a Amazon e outras venham a dar um jeito nisto tudo.
    Quanto à notória influência no destino da política do brasilsil, diz a lógica que esta anomalia também está fadada a uma significativa redução, pois quem sempre comandará a liderança serão os índices de audiência, e audiência de 5 ou 6% não é capaz de comover ninguém.

  7. Vão pela única alternativa que sobrou para eles e, claro, contam com a ignorância e burrice do brasileiro.
    Vão continuar negando até a morte.
    Admitir o contrário é confessar que são incompetentes ou golpistas.

  8. Sabe aquele Tio, que conta sempre a mesma piada em toda reunião de Família? Está mais chato e mais monótono que a Turma do Judiciário da Lava Jato, tentando explicar as conversa (mas mesmo assim nunca existiram) sobre o conluio que fizeram de um Processo Judicial, para benefício próprio e da corrente política que os apoiavam. E que seriam beneficiadas pelas acusações e sentenças da parte contrária. Palocci, agora conta aquela do papagaio….

  9. Se a gente colocar na balança que ainda temos uns 30% de brasileiros que aprovam esse governo e mais uns 30% que não aprovam, mas também não gostam do PT e das esquerdas de maneira nenhuma, a LJ ainda tem um bom público para a imprensa faturar algum. Afinal, é só tirar totalmente o assunto da imprensa que o brasileiro em geral se esquece de tudo, sem prejuízo. É fácil manipular. E por conta desse esquecimento fácil é que o assunto ainda não deve morrer. As eleições municipais estão chegando. Vai que.
    A imprensa brasileira está fazendo o papel que foi dela desde sempre no Brasil. Só que nos últimos anos precisou-se de ações mais ostensivas porque o modus operandi padrão não estava dando resultado.
    Me perdoe discordar de você, Nassif, mas a imprensa nunca foi imparcial e voltada para a verdade dos fatos. Nem nos anos 90 ou em qualquer epoca. Sei que você fez parte dela no passado, mas você e outros poucos foram pequenas ilhas de bom senso no meio desse imenso oceano pacífico da imprensa nacional. E ainda existem pequenas ilhas hoje, fazendo pouca diferença para o público em geral, como ontem.

  10. “Em um momento em que a mídia é atacada por todos os lados, em que sua única arma contra as milícias digitais é a recuperação da credibilidade jornalística, a que atribuir esse suicídio continuado?”

    A mídia não existe, o que existe são pessoas. Não adianta a desculpa de sempre, “só fiz isso porque era contratado daquela firma, estava envolvido com aquela equipe, era chefiado por aquela pessoa”. Mesmo argumentando a necessidade ou o desejo de manter o contrato, por dinheiro ou prestígio (geralmente os dois), essas pessoas não têm suas irresponsabilidades diluídas pelo grupo a que se juntam. Pelo contrário, suas responsabilidades são absolutamente pessoais. Assim, é bom guardarmos os nomes dos jornalistas, articulistas, repórteres e editores que estão cometendo o crime de mentir e induzir o leitor a erro. Os nomes de João Caminoto, Pepita Ortega, Luiz Vassallo, Fausto Macedo, Paulo Roberto Netto, para ficar só nos que aqui têm seus trabalhos mostrados, são exemplos de inconsequência.

    Da mesma forma estão para sempre guardados os nomes das pessoas que nunca se entregaram a essas barbaridades – e nosso anfitrião Nassif integra essa turma – e dos que tendo cometido barbaridades tiveram coragem para sair da lama – e aqui Reinaldo Azevedo aparece.

    Uma coisa é a pessoa ter convicções ideológicas, políticas e até partidárias. Outra coisa é cidadania, civilidade e o principal: respeito à profissão. Não cabe debate sobre se o exercício de uma profissão se dá para benefício da própria pessoa ou se para o da comunidade a que ela se integra*. Somos seres gregários e temos responsabilidade social, assumindo-a ou não. Questão de enxergar-se.

    * – Esse negócio de individualismo capitalista é, ao fim e ao cabo, mero diversionismo que as pessoas que se locupletam usam para causar fissuras e divisões entre as que pretendem se locupletar. A natureza da qual não podemos escapar é que só existimos porque somos gregários. Independente de ilusões, fato é que estamos todos no mesmo barco.

  11. Acho que não. Estão apenas fazendo aquilo que quem realmente manda deseja. E quem realmente manda não perde nunca… até agora. Né não?

  12. O que eles fazem é o que os patrões deles querem: “reformas” e “privatizações” na xepa do capitalismo fim de linha. Lula solto e esquerda forte, ou seja, com respaldo popular, atrapalham o transcurso das rapinas.

  13. Por que?
    Luta pelo poder. Nenhum passo atrás. Recuar jamais.
    A mídia familiar oligopolista é contra o desenvolvimento do Brasil e da maioria do seu povo.

  14. O 👉🚢 BARCO 🚢 do 👉BOLSONARISMO”,, fzndo Água…Já Faz Bastante Tempo…Qndo ¿ADÉRNA? Essa É Minha👉PERGUNTA👈

  15. Não compartilho da visão do Nassif. Essa mídia canalha ainda faz a cabeça da esmagadora maioria. São ignorantes demais para entender as conexões da política.
    Verdade que as pessoas estão desnorteadas, tendo em vista a discrepância entre a realidade que enfrentam e as ilusões trombeteadas por essa imprensa-lixo. Todavia, estas mesmas pessoas (por excesso de credulidade, ignorância e apatia), são incapazes de identificar o que está errado, como está errado e porque está errado. Não entendem o papel da mídia neste processo de burrificação massiça. Não conseguem perceber que a função da mídia é fazê-las de idiotas o tempo todo. Antes disso: as pessoas acreditam que esta mídia de m**** jamais mentiria e não os trataria como estúpidas completas que são…. É uma coisa inadmissível para elas… Simplesmente não concebem isso…
    Enquanto a ficha não cai essa gente vai apelando para a intervenção divina e ficam na esperança de que ano que vem tudo vai melhorar…

  16. apesar das brigas (Miliciano X Midia) o dono do avião que traficou 39 kgs de cocaina, só faz aumentar as verbas destinadas a seu inimigo, a midia.
    Então sustentar o discurso de que a farsa jato é honesta, é basico para a sobrevivencia da midia por mais alguns anos

    A midia sabe que se o miliciano não for reeleito, a oposição assume.

    e a oposição assumindo, vai correr para se conciliar com a midia.

    a midia sabe disso, que nessa nossa oposição só tem frouxo covarde e cagão

  17. Dívidas, medo dos bancos, dos promotores e juízes corruptos, da concorrência e dos meios digitais de comunicação nacionais e estrangeiros.
    O medo cega e ensurdece!

  18. Um pouco foro do tema referido no artigo, mas guardando alguma relação: Há uma notícia que a Globo estaria operando com um prejuízo mensal de R$100 milhões de reais. SE isso ocorrer de fato, ela não emplaca 2020!!!

  19. O maroto Pallocci é apenas um exemplo raro de bom cristão. Explico:
    O segundo mandamento diz qeu não se deve tomar o nome de Deus em vão.
    Na religião de Pallocci, havia um “Deus” que nele confiava para cuidar de finanças.
    Percebendo o “desperdiçado” poder de Lula para ganhar muito dindin ilegal, que todos ofereciam para colocá-lo em seus corruptos braços tentaculares (basta observar por ex. a “disponibilidade” de uma reserva não solicitada, de $ 300 milhões para Lula pelos Odebrechts ou mesmo o mísero triplex da OAS), Pallocci habituou-se calhordamente a usar desta confiança para, em seu nome (Lula), não falar “em vão” (2o.mandamento) e não desperdiçar tanta “oferta”. Para não ser “em vão”, negociou como (falso) interlocutor, mutcha, mutcha grana para si próprio, sem que as partes soubesse da farsa.
    Dentre tantos, apenas um canalha a mais.

  20. Se ele(palof) consegue inventar tudo o que diz, não deveria ser ministro da fazenda e sim da cultuta, pois ter a capacidade de inventar tudo é demais.

    • Ele não precisa inventar tudo, apenas mudar os personagens. Afinal de contas, o dinheiro foi encontrado nas contas dele. Associar as doações legais de campanha com políticas de governo é a parte mais fácil. Aliás, essa é a parte da lava jato.

  21. O Lula não vendeu nada, a Petrobrás tava forte eles destruiram! O Temer vendeu uma parte do nosso patrimonio, o outro ta acabando com o que sobrou inclusive, com a nossa independência o petrolio! Depois que tiverem vendido tudo! Estarão mais ricos do que já são, o pobre cada vez mais pobre! As impresas nas mãos dos estrangeiros! E o Brasil transformado numa verdadeira Venezuela! E era o PT que ia tranformar o Brasil numa Venezuela em! isso é uma vergonha!

  22. Os Marinho não necessitam mais da Globo pois continuam enriquecendo com especulações financeiras. Acredito que os outros barões da mídia estejam na mesma situação. A mídia pra eles deve ser parte do suporte de muitos outros esquemas

  23. Dias destes, Juan Arias o santo, publicou coluna cujo título alegava que as relações do Trump com a imprensa, contaminou a relação da imprensa no Brasil. Ingenuidade ou má-fé? uma vez que o próprio Arias, há tempos escreveu artigo reclamando da “santificação” de Lula.
    Como agora, sua sacrossanta imprensa, que destila discursos de ódio, que usa meio escusos para obtenção das suas informações (não whisterblowers, mas gente que por lei, é proibida de vazar informações) e se comprazem em distorcer, em mostrar o lado que lhes paga. Jornalismo marrom, que faz gerar sim, ódio pela imprensa e jornalistas.
    Quando isto ocorre, fingem perplexidade, se recusam ao mea culpa, e continuam com suas mentiras.
    O quarto poder é fedorento e há pouquíssimas e raras exceções.

  24. A palavra de Palloci custou 39 milhões de reais e mais seus imóveis e sua liberdade. Desse jeito ele bota até a mãe no meio. Quanto custará a palavra de Duque?

    2
    1
  25. O jornalismo está morto e enterrado….. aliás, sempre foi meio vendido e manipulador…..só era dissimulado….hoje é escancarado…..

    Nossa mídia sempre defendeu os interesses estrangeiros, defendeu TODOS os golpes de estado que houveram nesse país, são antipovo e contra o trabalhador…… hoje, isso apenas ficou explícito, apesar deles insistirem na mentira de que são imparciais…

    Leio jornais há mais de quarenta anos e sinceramente, a mídia tradicional brasileira sempre foi uma grande m……..

  26. Muito bom discutir o comportamento dos donos da Globo. Mas essa mesma Globo vai muito além da política e do poder financeiro. Faz a cabeça de milhões de cariocas todos os dias (para dar um exemplo). Minha amiga (Fátima), do RJ, conseguiu sair de uma favela muito, mas muito pesada. Subiu na vida e se instalou em uma favela mais amena (para quem não sabe, no RJ tem dessas coisas). Agora acha que os outros 2 milhões de favelados que ficaram para trás deveriam denunciar os bandidos em vez de reclamar que a PM do Witzel atira de fuzil, de madrugada, para dentro das casas da Maré, Pedreira, Alemão e Cidade de Deus. Vamos acordar. Pois já temos cinco gerações nas favelas reproduzindo a miséria. Até o Luciano Huck, que é global, branco, rico e perfumado, está falando do assunto em seus palanques para 2022.

  27. A mídia (a imprensa)desde sempre nunca foi diferente com suas nuances, suas falhas , suas características peculiares .Não acredito em suicídio nem da imprensa e nem dos congressistas.Veremos apenas a morte da mídia impressa determinada pela evolução dos tempos. Simples assim. Quanto aos congressistas, ainda há esperança de que numa era futura os eleitores sejam mais esclarecidos.

  28. Fico muito preocupado, com o comentário de ratinho, provoca, pensei que já tinham se aposentado. Não assisto a muito tempo, até minha irmã, parou de assistir o SBT, diz as filhas dele é muito chata. Eu só ligo na parte da manhã, para não me atrasar para escola. O que ainda faz eu ter televisão é o futebol é alguns filmes. O resto não faz mais parte da minha vida.

  29. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome