Jair Bolsonaro é o mais rejeitado para as eleições 2022

Jair Bolsonaro é o mais rejeitado para as eleições presidenciais de 2022. Bolsonaro lidera (64%) junto com Sérgio Moro (61%) a lista de rejeição

Jornal GGN – Jair Bolsonaro é o candidato mais rejeitado para as eleições presidenciais de 2022. Com 64% de pessoas que afirmam o conhecer e não votar nele, lidera junto com Sérgio Moro (61%) e João Doria (59%) a lista de rejeição.

É o que mostra a pesquisa Quaest/Genial, divulgada nesta quarta (08). Nas perguntas que questionavam especificamente as eleições do ano que vem, 46% dos entrevistados responderam que preferem que Lula vença contra 24% que escolheram o atual mandatário.

Sobre as intenções de voto para o primeiro turno, em todos os cenários, o ex-presidente Lula lidera as intenções de votos.

Em um primeiro cenário, disputam com as respectivas intenções de voto: Lula (47%), Bolsonaro (24%), Sérgio Moro (11%) e Ciro Gomes (7%).

Nos cenários 3 e 4 testados, quando Sérgio Moro não participa, o atual mandatário recebe 3 pontos percentuais a mais de votação, subindo para 27%, mas Lula ainda permanece na liderança, com grande diferença.

Também em todos os cenários, Lula vence as eleições 2022 no segundo turno, com uma variação de 53% a 58% dependendo dos candidatos. Contra Bolsonaro, Lula obtém 55% e o atual presidente 31%. Contra Moro, o ex-presidente recebe 53% e o ex-juiz 29%.

A rejeição ao atual presidente também foi avaliada pela pesquisa. 50% dos consultados avaliam o governo Bolsonaro de forma negativa.

Apesar de ser uma queda na rejeição, de 6 pontos percentuais em comparação ao mês passado, a imagem negativa do mandatário está mais atrelada à economia, desemprego e fome do que à pandemia.

Para 70% dos entrevistados, Bolsonaro está lidando mal com o combate à inflação. O nível de rejeição é superior a todos os demais temas.

A pesquisa Quaest/Genial foi realizada entre os dias 2 e 5 de dezembro e ouviu 2.037 pessoas, com margem de erro estimada de 2.2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador