Gleisi responde à Globo: Lula vai revogar tudo que deu errado e deter privatização selvagem

"Globo sempre foi negacionista do desenvolvimento. Terraplanismo fiscal é manter teto de gastos suicida", diz

O ex-presidente Lula em foto de perfil, ao lado da presidente nacional do PT Gleisi Hoffmann
Foto: Ricardo Stuckert

Presidente nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann usou o Twitter nesta sexta (7) para afirmar que Lula, se eleito em outubro de 2022, vai revogar todas as reformas que deram errado e deter a sanha privatista que assola o País desde que Michel Temer tomou o lugar de Dilma Rousseff na presidência, em 2016.

“Está na hora de revogar o que deu errado: Lei do Teto, a reforma que não gerou empregos [reforma trabalhista], política de preços dos combustíveis. Deter a privatização selvagem e rever os contratos lesivos ao país”, afirmou Gleisi.

A mensagem da deputada foi uma resposta às críticas que veículos ligados ao Grupo Globo têm feito ao programa de governo do PT.

Em editorial, o jornal O Globo escreveu que Lula deveria ser mais “explícito” sobre seu plano econômico, pois o petista estaria adotando uma postura “ambivalente”: acena ao mercado com uma possível aliança com Geraldo Alckmin, mas permite que petistas e intelectuais do partido expressem “terraplanismo fiscal” e um “ideário de desenvolvimento que jamais deu certo no Brasil”.

“Globo sempre foi negacionista do desenvolvimento. Apoiou teto de gastos, privatização selvagem, destruição dos direitos de trabalhadores, a extorsão do preço dos combustíveis”, respondeu Gleisi.

“Cinco anos de terra-arrasada, do golpe a Paulo Guedes, que a Globo segue defendendo, resultaram em atraso, desemprego, desigualdade, miséria e fome. E querem dar lição de política econômica… Terraplanismo fiscal é manter um teto de gastos suicida, que só funcionou para cortar investimento em obras, saúde e educação, enquanto dívida, juros e inflação crescem no país em recessão”, acrescentou Gleisi.

“O projeto de reconstrução do país que o PT defende e Lula representa é bem claro: retomar o crescimento, gerar empregos, resgatar as políticas públicas e os direitos dos trabalhadores e aposentados”, finalizou.

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Eri Carlos de Castro Pereira

- 2022-01-09 19:01:51

É isso que o povo quer ouvir claramente do PT e do Lula. Chega de conciliações por cima que resultam sempre em golpes. Fora o partido militar. Esse tema tem que ser igualmente prioritário. Há que colocá-los em seu devido lugar.

André

- 2022-01-08 15:29:55

Caso esse estupro político se concretize, chapa Lula/Alckmin, será prenúncio de que tudo ficará como dantes no quartel de Abrantes.

Murilo Mazur

- 2022-01-07 22:59:43

Reparem que ela disse em "deter", não em "reverter" ou "revogar" as privatizações. Dito isso, a tchurma que comprará a Eletrobras, os Correios e que está dilacerando a Petrobras pode ficar tranquila.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador