Operação Tempus Veritatis ganha as redes e divide opiniões

42% das publicações defendem o ex-presidente, comprando a versão de perseguição vendida pelo clã Bolsonaro; opositores debocham e comemoram

Crédito: Valter Campanato/ Agência Brasil

A Operação Tempus Veritatis, deflagrada nesta quinta-feira (8), teve grande repercussão na internet, com mais de 607 mil menções ao longo do dia e alcance de 56 milhões de contas.

Autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi o segundo tema político mais comentado nas redes sociais, atrás apenas do 8 de janeiro, de acordo com o levantamento da Quaest.

Crédito: Reprodução/ Quaest

Mais cedo, o GGN mostrou que o clã Bolsonaro tentou emplacar uma imagem de que a família, especialmente o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), seria vítima de perseguição. A pesquisa Quaest mostra que 42% das postagens compraram este discurso, uma vez que as mensagens compartilhadas eram de defesa do ex-chefe de Estado.

Imagem 2

Crédito: Reprodução/ Quaest

O principal alvo de críticas dos bolsonaristas foi o ministro Alexandre de Moraes, até por incitação de Eduardo Bolsonaro. De acordo com o 03, o mandado de busca e apreensão desta quinta seria o modo de fazer política no Brasil, por meio do STF.

Crédito: Reprodução/ Quaest

Entre os opositores do governo Bolsonaro, o clima foi de festa e deboche. Além de paródias com marchinhas carnavalescas, os memes ganharam as redes, cuja principal citação foi o ‘toc, toc, toc’, em referência à Polícia Federal.

LEIA TAMBÉM:

Camila Bezerra

Jornalista

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador