Doria adotou “política higienista” com morador de rua, diz Erundina

Jornal GGN – A deputada federal Luiza Erundina (PSOL) reagiu, pelas redes sociais, à noticia de que o prefeito de São Paulo João Doria Jr (PSDB) mandou isolar em uma quadra os moradores de rua que situavam-se nas imediações do Viaduto 9 de Julho, reaberto para carros após a saída de Fernando Haddad (PT) do Paço.

Na visão de Erundina, os passos de Doria em relação aos moradores em situação de rua revelam uma “política higienista”, com o intuito de esconder uma parte da sociedade que a maioria da população não quer enxergar. A parlamentar disse que Dória “segrega” o povo em situação de vulnerabilidade.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

11 comentários

  1. E qual seria então a solução?

    E qual seria então a solução? Deixa-los na rua degrada todo o entorno, há tambem o direito a ser  respeitado dos moradores da região. Crocolandias podem destuir um bairro, como fazer?

  2. Vejamos a lógica.
    O ex

    Vejamos a lógica.

    O ex prefeito fecha a rua para a passagem de veiculos e imediatamene ela se transforma em um camping de sem tetos e pessoas que moram na rua. O ex prefeito ficou 4 anos na prefeitura e nenhuma ação foi feita para tirar esse povo da rua e lhes dar um local minimamente confortável e a dna Erundina do alto de sua visão crítica não soltou uma virgula sobre o tema.

    Agora o atual prefeito, que lhe deu uma surra nas urnas e malvado que é sendo do psdb, merece ser tratado como higienista, porque abriu a rua para o trafego de carros (me parece que pensou na cidade, ao tomar essa atitude e nos cidadãos que pagam seus impostos) limitando, e ai entendo eu, até por questão de segurança, que os moradores de rua utilizem um determinado espaço.

    A Dna erunidna portanto, entene que essa parcela da população mais sofrida fique nas ruas, que as mesmas sejam fechadas para os veiculos entupindo as ruas paralelas.

    Tivesse feito a critica para o ex prefeito que nada fez nesse caso, seria o caso de visão politica torta mas legitima. Criticar somente o atual, como se o problema tivesse aparecido do nada no dia 1º, ai pra mim já se trata de má fé.

  3.  
    Oh! Erundina. Tu não foi

     

    Oh! Erundina. Tu não foi avisada não? Ah! São Paulo tá de prefeito novo. Um cabra “muderno.” Eh!…O sujeito até parece artista de novela. Não! De novela? Vixi, quis dizer de cinema de Hollywood.  O homi é branco, jeitoso, assim do feitio de um dandy. Um cavalheiro bonitinho, embora não ande montado no cavalo, vê-se logo pelo jeito da roupa tratar-se de uma boa pessoa, e, de vida melhor ainda.Cabra bem posto, daquele tipo que sabe viver a vida de maneira leviana e bem superficial. Uma belezura pra prefeiturar a maior cidade do País.

    Ainda mais, se implementar umas ideias que trouxeram lá da África do Sul…é confidencial, mas, vazaram umas coisas que falavam em Bantustões, psiu…se for confirmado, os paulistanos quatropatas, digo, quatrocentões, vão amar de paixão.

    Orlando

  4. Pelo que me lembro quem

    Pelo que me lembro quem praticou higienismo em São Paulo foi Haddad que recolheu os cobertores do moradores de rua. Tanto que foi a primeira vez que vi em campanhas políticas, num comício, os noradores de rua com o cartaz “Haddad Higienista”……

  5. Me lembro (faz pouco tempo)

    Me lembro (faz pouco tempo) quando funcionários da prefeitura amparados pela Guarda Municipal recolheram os cobertores dos sem teto. Foi bastante divulgado na imprensa, até o “padre” Júlio “Hilux” Lancellotti protestou..

     

  6. Nassif
    Bom dia
    Moradores de

    Nassif

    Bom dia

    Moradores de rua é um problema secular em em todas as metropoles! Acho que devemos dar um tempo ao prefeito, pois acabou de assumir uma cidade que tem milhares de problemas, principalmente no que tange a mobilidade urbana.

    Grave,  é o aumento das passagens que prometeram que não ia aumentar, e enganaram a população!!!!

    Anote ai, a história dos 0,20 vai voltar !!!

    E o pau vai quebrar!!!

  7. A política de Dória é de

    A política de Dória é de diminuir a ação direta do estado.

    Começou sumindo com o Bilhete único mensal, as integrações metrô-ônibus, o ida e volta, o semanal, tudo que tinha avançado para facilitar a mobilização e a mobilidade, melhorando a economia, a busca por emprego, sumiu da loja virtual da SPTrans.

    O Serra começou programa semelhante ao de dar emprego (ou trabalho) para moradores de rua. Na verdade o program Curingão do Serr quando usou a prefeitura para trampolim para ser governador de estado, acabou meses depois sem continuidade. Dorian também pretende usar a prefeitura de trampolim e pode não terminar o mandato e candidatar-se a governador deixando o covinha no lugar.

    Assim a cidade paulistana vai ficando Grey! E o Geraldo Adória!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome