Mourão diz que idade mínima para mulheres não será negociada

Vice contrariou a declaração do mandatário, nesta quinta-feira (28), de que poderia diminuir a idade mínima das mulheres na reforma da Previdência de 62 para 60 anos

Jornal GGN – O vice-presidente Hamilton Mourão corrigiu o presidente Jair Bolsonaro sobre a possibilidade de reduzir a idade mínima para mulheres na reforma da Previdência. O general negou que isso está em discussão: “eu acho que aquilo foi mal interpretado”, afirmou.

A fala de Mourão ocorre um dia após o mandatário dizer, durante um café com jornalistas ontem, quinta-feira (28), que a proposta de idade mínima das mulheres poderia ser reduzida de 62 para 60 anos.

“Eu acho que aquilo foi mal interpretado até, não é. O presidente mostrou que tem coisas que o Congresso poderá mudar ou negociar. Foi isso, nesse aspecto. Não que ele concorde”, disse Mourão, hoje, tentando corrigir a declaração de Bolsonaro.

A fala de Bolsonaro, de que estaria aberto a negociar a idade mínima para mulheres e também o trecho da reforma que trata sobre o Benefício da Prestação Continuidade (BPC) para idosos carentes, foi mal recebida pelo mercado.

Nesta quinta, a notícia derrubou a Bolsa de Valores, fechando o dia a R$ 17,088 bilhões na Ibovespa, uma queda de 1,77%.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora