BNDES diz que 18 estados devem entrar em programa de concessão de saneamento

 
Jornal GGN – A presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Silvia Bastos, afirmou que ao menos 18 estados deverão aderir ao programa do banco de concessão de saneamento. 
 
Rio de Janeiro, Pará e Rondônia já haviam entrado no programa, e agora outras 15 unidades da federação se comprometeram a entrar no programa que vai repassar sistemas de água e esgoto para a iniciativa privada. 

 
Também estão discutida a adesão do governo do Estado de São Paulo, mas ainda não há uma negociação para colocar a Sabesp no programa.
 
“São Paulo é o Estado mais adiantado em termos de saneamento, mas eles ainda têm muito a fazer, basta a gente olhar o Rio Tietê”, disse Bastos, em evento em Brasília. 
 
Ela também disse que o Brasil tem uma posição “vergonhosa” em termos de infraestrutura de saneamento e que o objetivo do programa é universalizar a coleta e o tratamento de esgoto, além da distribuição da água. 
 
“Estamos aquém de países do Oriente Médio, do norte da África e da América do Sul. É inaceitável”, afirmou. 
 
A presidente também disse que o BNDES deve terminar um processo de seleção de consultorias que irá ajudar no processo de leilão destas concessões. Serão financiados até 80% dos investimentos previstos com juros subsidiados pelo banco. 

4 comentários

  1. saneamento

    Agora teremos a água e esgoto na rua e não a teremos nas casas do povo pobre. Ai, o PSDB dirá, temos saneamento em todo o país. Estatística e pobreza. Vendamos aos fundos de pensão americanos para garantir a aposentadoria deles à custa do nosso povo.

  2. Que coisa
    O assunto é municipal….

    A não ser que oa grande jogada seja entrar no onque já está construído…..ao invés de vender o que precisa ser construído.

    Aí seria um negócio da China. Quem não quer vider de vnde ÁGUA de RIO!??

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome