BNDES diz que 18 estados devem entrar em programa de concessão de saneamento

 
Jornal GGN – A presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Silvia Bastos, afirmou que ao menos 18 estados deverão aderir ao programa do banco de concessão de saneamento. 
 
Rio de Janeiro, Pará e Rondônia já haviam entrado no programa, e agora outras 15 unidades da federação se comprometeram a entrar no programa que vai repassar sistemas de água e esgoto para a iniciativa privada. 

 
Também estão discutida a adesão do governo do Estado de São Paulo, mas ainda não há uma negociação para colocar a Sabesp no programa.
 
“São Paulo é o Estado mais adiantado em termos de saneamento, mas eles ainda têm muito a fazer, basta a gente olhar o Rio Tietê”, disse Bastos, em evento em Brasília. 
 
Ela também disse que o Brasil tem uma posição “vergonhosa” em termos de infraestrutura de saneamento e que o objetivo do programa é universalizar a coleta e o tratamento de esgoto, além da distribuição da água. 
 
“Estamos aquém de países do Oriente Médio, do norte da África e da América do Sul. É inaceitável”, afirmou. 
 
A presidente também disse que o BNDES deve terminar um processo de seleção de consultorias que irá ajudar no processo de leilão destas concessões. Serão financiados até 80% dos investimentos previstos com juros subsidiados pelo banco. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora